Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Confira 10 looks que marcaram a carreira de Madonna

    Além de ser referência musical, a artista, de 65 anos, também é considerada um ícone fashionista

    Caroline FerreiraPedro N. Jordãoda CNN

    São Paulo

    Em menos de um mês, a cantora americana Madonna, de 65 anos, fará um show gratuito na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, para encerrar sua turnê de 40 anos de carreira.

    Além de ser referência musical para muitos artistas, a estrela se consolidou como ícone fashionista ao usar roupas marcantes em seus videoclipes, shows, passarelas ou até mesmo nas ruas. (Veja na galeria acima).

    Na moda, assim como na carreira, Madonna se tornou inesquecível ao quebrar tabus e desfazer paradigmas pré-estabelecidos ao corpo feminino, surpreendendo em suas escolhas.

    Confira dez looks marcantes da carreira de Madonna

    O icônico vestido branco de “Like A Virgin” (1984)

    Impossível começar a lista sem citar o famoso vestido branco de “Like A Virgin”, faixa que também deu nome ao segundo álbum de estúdio da cantora, em 1984.

    Durante a sua passagem pelo tapete vermelho do MTV Video Music Awards, o VMA, Madonna surgiu apostando no look acompanhado de um cinto com os dizeres “boy toy”.

    Luvas brancas, joias e tule também complementaram o visual da artista que potencializou a então peça de “noiva” como umas das queridinhas entre as estrelas do pop.

    Madonna durante o VMA 1984
    Madonna durante o VMA 1984 / Sonia Moskowitz/Getty Images

    Madonna no estilo Marylin Monroe (1984)

    Ainda navegando pelo ano de 1984, Madonna também lançou o clipe do single “Material Girl” e, aproveitando o momento decidiu homenagear Marylin Monroe, ao usar um vestido rosa e diamantes brilhantes.

    No clipe, a artista revive a cena musical de “Diamonds are girl’s best friends”, do filme “Os homens preferem as loiras”, de 1953, com direção de Howard Hawks – estrelado por Monroe e Jane Russell.

    Madonna no clipe de "Material Girl", de
    Madonna no clipe de “Material Girl”, de 1984 / Reprodução/YouTube

    Cone bra em “Blond Ambition” (1990)

    Durante a turnê “Blond Ambition”, de 1990, um dos principais destaques se deu com o “cone bra”, ou seja, um corset em tom nude em que o sutiã trazia o formato de um cone.

    A peça, com assinatura do designer francês Jean Paul Gaultier, já havia dado as caras na passarela de 1982, mas ganhou foco no corpo da estrela.

    Vale dizer que o visual, controverso e polêmico para a época, foi inspirado em sutiãs no bom estilo “bullet” – comum na década de 50.

    Madonna durante a turnê "Blond Ambition", em 1990
    Madonna durante a turnê “Blond Ambition”, em 1990 / THIERRY ORBAN/Sygma via Getty Images

    O vestido amarelo de Olivier Theyskens (1998)

    Durante a 4ª edição do VH1 Fashion Awards, em Nova York, Madonna surgiu com o cabelo castanho escuro e um vestido completamente amarelo criado pelo então desconhecido estilista belga Olivier Theyskens, que na época tinha apenas 21 anos.

    Especialmente por ser diferente de tudo que já havia usado até então, a estrela recebeu o prêmio de “Artista Mais Bem Vestida” daquele ano no evento e ainda deu um “empurrãozinho” para que o estilista fosse aclamado internacionalmente.

    Madonna durante a 4ª edição do VH1 Fashion Awards, em Nova York
    Madonna durante a 4ª edição do VH1 Fashion Awards, em Nova York / Frank Micelotta/Getty Images

    Billboard Music Awards (2016)

    Em 2016, Madonna foi eleita a “Mulher do Ano”, durante a Billboard Music Awards.

    Na ocasião, a cantora resolveu homenagear o cantor Prince ao sentar-se em um trono no final do evento. Muito além do momento lindo e memorável, a artista elegeu um terno lilás todo brilhante com rendas nas mangas.

    Madonna foi eleita a "Mulher do Ano" na Billboard Music 2016
    Madonna foi eleita a “Mulher do Ano” na Billboard Music 2016 / JB Lacroix/WireImage

    Expressando a si mesma intensamente (1989)

    No videoclipe da música “Express Yourself”, de 1989, inspirado no filme clássico “Metrópolis”, de 1927, Madonna usou um terno masculino para interpretar uma mulher em posição de poder e que, invertendo os papéis sociais impostos na época, decide a melhor forma de viver suas práticas sexuais.

    O conceito do vídeo era retratar Madonna como uma senhora glamourosa e masoquista acorrentada, com escravos musculosos trabalhando para ela. No final, ela escolhe um deles.

    Madonna no videoclipe da música "Express Yourself", de 1989
    Madonna no videoclipe da música “Express Yourself”, de 1989 / Madonna/YouTube/Reprodução

    Dita e a total libertação sexual (1992)

    Em 1992, Madonna lançou o álbum “Erotica”, junto do livro de fotografias “Sex”, que complementa o universo estético e temático da produção.

    Nas duas obras, a cantora interpretou a personagem Dita, que convida seu amante a ser passivo na relação sexual enquanto o leva a explorar fronteiras entre dor e prazer.

    No videoclipe da música “Erotica”, Dita usa um vestido preto colado, mangas transparentes e grandes colarinhos brancos, além de máscara e um chicote, para denotar sua presença sadomasoquista.

    Assim como no livro, Madonna apresenta várias compulsões sexuais e fetiches diferentes, relações sexuais entre pessoas de todos os gêneros, animalização e muita provocação.

    Tudo ao som de gemidos e da letra na qual ela canta “coloque suas mãos por todo meu corpo”.

    Madonna no videoclipe da música "Erotica", de 1992
    Madonna no videoclipe da música “Erotica”, de 1992 / Madonna/YouTube/Reprodução

    Coração e mente abertos (1986)

    Em 1986, Madonna lançou a música “Open Your Heart” (Abra seu coração, em tradução literal). O conceito da canção coloca a artista como uma vítima do amor, mas em posição de expressar seus desejos por quem ama.

    No videoclipe da música, ela aparece de maiô preto justo com detalhes dourados. Na parte dos seios, há fitas que remetem ao burlesco, e ela se apresenta em um palco de forma sensual.

    O destaque do momento era o cabelo e a maquiagem forte, sempre com batom vermelho. A cantora passa a mensagem de que não só manteve seu coração aberto para o mundo, mas também sua mente para o futuro.

    Madonna em 1986
    Madonna em 1986 / Ron Galella, Ltd./Ron Galella Collection via Getty Images

    Moda é Política (2003)

    Em 2003, em meio à guerra dos Estados Unidos contra o Iraque e após o ataque às Torres Gêmeas, em Nova York, Madonna lançou o videoclipe da música “American Life”, na qual ironiza o ideal de vida e o sonho americano.

    Ela usa roupas de militares em um desfile de moda no qual o público assiste a cenas de violência de uma guerra (e se diverte com elas!).

    A partir da moda e da música pop, Madonna questiona as políticas bélicas dos Estados Unidos: “Gostaria de expressar meu ponto de vista extremista. Não sou cristã nem judia, só estou vivendo o sonho americano, e acabo de perceber que nada é o que parece”.

    Madonna no videoclipe de American Life
    Madonna no clipe de “American Life”, de 2003 /Youtube/Reprodução

    Rainha do Pop (2012)

    Com uma longa história na música e na moda, Madonna já era apontada como a Rainha do Pop em 2012, ano em que lançou o álbum “MDNA”.

    Com mais de 50 anos de idade e 30 de carreira, no entanto, os singles lançados naquele período não tiveram tanto sucesso quanto outros de sua carreira – o que costuma ocorrer com muitas mulheres no mundo da música.

    Ainda assim, convidada a se apresentar no intervalo do Super Bowl, momento de maior audiência da televisão americana, Madonna aparece de forma suntuosa, carregada por homens, sentada em um trono dourado e, claro, coroada.

    Madonna no intervalo do Superbowl 48, em 2012
    Madonna no intervalo do Superbowl 48, em 2012 / Foto: Jeff Kravitz/FilmMagic