86% se dizem muito preocupados com coronavírus, diz pesquisa


Da CNN Brasil, em São Paulo
21 de março de 2020 às 16:59 | Atualizado 21 de março de 2020 às 21:05
 
Mulher usa máscara em Porto Alegre durante pandemia do novo coronavírus

Mulher usa máscara em Porto Alegre durante pandemia do novo coronavírus

Foto: Diego Vara - 19.mar.2020/Reuters

Uma pesquisa do instituto Locomotiva revela que 86% dos brasileiros se dizem muito preocupados com a pandemia do novo coronavírus. Aqueles que se dizem um pouco preocupados chegam a 11% e apenas 3% afirmam não estar nada preocupados.

O levantamento também aponta uma inversão de preocupação daqueles que compõem o grupo de risco daqueles que estão menos vulneráveis. Segundo o Locomotiva, o percentual dos mais velhos muito preocupados (79%) é menor do que os mais jovens muito preocupados (88%). 

Muito preocupados por faixa etária:

- 18 a 29 anos de idade: 88%

- 30 a 39 anos de idade: 95%

- 40 a 49 anos de idade: 83%

- 50 a 59 anos de idade: 80%

- 60 anos ou mais: 79% 

 

O grau de preocupação também é relativamente uniforme em todas as regiões do país.

Muito preocupados por região:

Norte: 86%

Nordeste: 89%

Sudeste: 87%

Sul: 86%

Centro-Oeste: 82%

 

Os números revelam ainda que o combate ao novo coronavírus mexeu com o hábito de consumo dos brasileiros. Segundo a pesquisa, 84% deixaram de ir recentemente a algum estabelecimento comercial como restaurante ou loja devido ao coronavírus. 

Apesar da forte preocupação, a maioria dos ouvidos pela pesquisa não está estocando alimentos em casa: 33% disseram ter aumentado as compras para guardar algum produto ante 67% que disseram não ter estocado produtos. 

A pesquisa ouviu 2.305 pessoas por telefone na sexta (20), em todo o Brasil, e tem margem de erro de 2 pontos percentuais.