Cerca de 200 brasileiros voluntários já se inscreveram para testar vacinas

Mais de 90 formas de imunização estão sendo desenvolvidas, segundo plataforma

Timóteo Lopes e Carla Bridi Da CNN, em São Paulo
29 de abril de 2020 às 09:33 | Atualizado 30 de abril de 2020 às 19:26

O Brasil tem quase 200 voluntários inscritos em uma plataforma internacional que está convocando pessoas dispostas a receber a carga viral do novo coronavírus  para que sejam realizados testes múltiplos de vacinas. A plataforma, chamada 1 Day Sooner, já teve  8 mil inscritos de 52 países até a última segunda-feira (27).

Para desenvolver a medicação, os cientistas passam por diversas etapas. Entre elas, a pesquisa básica, seguida por testes pré-clínicos, que podem ser in vitro ou em animais e que servem para demonstrar a segurança do produto. Depois, há os ensaios clínicos e, por fim, a fase mais demorada é justamente o teste em humanos.

O intuito da iniciativa é antecipar os testes para a produção de uma vacina eficaz que combata a COVID-19. A iniciativa da plataforma é ter candidatos para testar diversos tipos de vacinas ao mesmo tempo, para diminuir etapas tradicionais da produção. Atualmente, há 90 vacinas contra a COVID-19 sendo desenvolvidas para auxiliar no processo de imunização contra a doença.

Questionada quanto ao risco de contaminação, os organizadores dizem que todos os passos são monitorados, e o perfil ideal de voluntários é de jovens em plenas condições de saúde, que não fazem parte do grupo de risco.