Governo do Rio recomenda que prefeitos avaliem 'alguma forma de lockdown'

Em decreto, Wilson Witze salienta que órgãos estaduais de segurança estão disponíveis para auxiliar municípios em ações de combate ao coronavírus

Bianca Camargo, da CNN
12 de maio de 2020 às 04:32 | Atualizado 12 de maio de 2020 às 05:06
O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel
Foto: Adriano Machado - 08.mai.2019/ Reuters

O Governo do Rio de Janeiro, publicou em edição extra do Diário Oficial do Estado, nesta segunda-feira (11) novas medidas de combate ao Covid-19. No texto, o governador Wilson Witzel (PSC-RJ) recomenda que os prefeitos do Estado avaliem a decisão da adoção de "alguma forma de lockdown" como medida de isolamento social para combater a proliferação do vírus.

Witzel diz, ainda, que o estado vai auxiliar as as ações de lockdown dos municípios, com participação dos órgãos de segurança. 

O decreto também prorroga até 31 de maio a suspensão de estabelecimentos não-essenciais, incluindo:  

- A proibição de visita a pacientes diagnosticados com o COVID-19, que estão internados na rede pública ou privada de saúde;

- Circulação do transporte intermunicipal de passageiros em casos que liga a região metropolitana à cidade do Rio de Janeiro, com exceção do sistema ferroviário e aquaviário, que vão oprerar com restrições definidas pelo Governo do Estado. 

- Circulação de transporte interestadual, e aeroviária de passageiros com origem dos Estados: São Paulo, Minas Gerais, Espirito Santo,Bahia, Distrito Federal e outros estados em que têm a circulação do vírus confirmada ou que estejam em situação de emergência decretada. 

- Atracação de navio de cruzeiro também de origem dos estados e países com casos de Covid-19 confirmados ou em situação de emergência. 

- Escolas públicas e privadas, creches e instituições de ensino superior;

- Eventos esportivos, culturais, shows, feiras científicas, entre outros, em locais abertos ou fechados;

- Funcionamento de cinemas, teatros e outros; 

- Academias, centros de lazer e esportivos e shoppings.

- Frequência praias, lagoas, rios, piscinas públicas e clubes.