Vídeo de reunião ministerial, exames de Bolsonaro e mais da noite de 13 de maio

5 Fatos Noite, com Daniela Lima, traz nova alta do dólar, a possibilidade de lockdown em São Paulo e mais

Da CNN, em São Paulo
13 de maio de 2020 às 20:49 | Atualizado 13 de maio de 2020 às 20:54

 

Envio de auxílio emergencial para 70 mil militares sob suspeita, a divulgação dos exames do presidente Jair Bolsonaro, nova alta do dólar, o pedido do ex-ministro Sergio Moro para a divulgação do vídeo completo da reunião ministerial e mais da noite desta quarta-feira, 13 de maio de 2020.

Fraude no auxílio

O Tribunal de Contas da União deu prazo para o Ministério da Defesa identificar, investigar e obrigar os mais de 70 mil militares que receberam irregularmente o auxílio emergencial de R$ 600 a devolver o valor. A decisão do ministro Bruno Dantas, foi referendada pelo plenário da corte, que também quer apuração sobre possível pagamento indevido a outros servidores públicos.

Liberação do vídeo

A defesa do ex-ministro Sergio Moro pediu, no Supremo Tribunal Federal, a divulgação integral do vídeo que registrou a reunião ministerial que precedeu o pedido de demissão do ex-juiz. Na petição, Moro diz que o filme vai revelar "tom autoritário" incompatível com a constituição.

Exames

O ministro Ricardo Lewandowski deu publicidade a exames do presidente Jair Bolsonaro para a Covid-19 feitos em março. Todos os testes, alvo de intensa especulação, deram negativo para a doença.

Dólar em alta

A turbulência política no país fez o dólar bater novo recorde nesta quarta. A moeda americana foi negociada a R$ 5,92 e fechou em R$5,90.

Lockdown em São Paulo?

O governador de São Paulo João Doria, disse em entrevista à CNN que não hesitará em decretar um lockdown na capital paulista ou em outras cidades para evitar o colapso do sistema de saúde.

Exame divulgado

Nas redes sociais a liberação dos exames do presidente Jair Bolsonaro foi um dos temas mais comentados.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br.