Flexibilização é pequena, diz superintendente da Vigilância Sanitária do RJ


Da CNN
02 de junho de 2020 às 09:46
 

A flexibilização das medidas restritivas contra a Covid-19 na cidade do Rio de Janeiro começa nesta terça-feira (2). O plano de retomada das atividades na capital fluminense será classificado por cores e dividido em fases. A cidade está em quarentena desde 12 de março.

Em entrevista à CNN, o superintendente de Educação da Vigilância Sanitária do Rio, Flávio Graça, que atua na comissão para o plano de retomada das atividades, afirmou que a 'flexibilização será muito pequena e cautelosa' na primeira fase, para auxiliar no monitoramento dos índices de saúde.

Leia também:
Interior de SP reabre 32 shoppings; país já tem 211 em atividade
Guarulhos tem 4 vezes mais mortes por coronavírus que Campinas

"Essa flexibilização será feita de maneira muito cautelosa. Nós estudamos e verificamos todos os protocolos de reabertura de todas as cidades do Brasil e do mundo. O protocolo do RJ se diferencia um pouco por se dividir em seis fases e ter como pilares a preservação da vida e a capacidade dos sistemas de saúde em suportar qualquer movimentação da curva de contágio causada pela flexibilização", explicou.

Flávio disse ainda que as fases serão alternadas a partir do monitoramento dos índicadores de saúde, que verificarão, diariamente, todos os dados referentes ao sistema de saúde. Cada etapa terá a duração de 15 dias.

"Antes do anúncio do plano, nós estamos nos reunindo com as lideranças das principais associações e grupos que lideram as atividades econômicas que estão alocadas em cada fase. A Secretaria de Saúde está criando protocolos específicos para que sejam cumpridos. Houve uma preocupação da divulgação das regras de maneira clara, pois entendemos que o sucesso de migração de uma fase para outra, depende de toda a população", disse.

Rio de Janeiro

Cronograma de reabertura das atividades no Rio de Janeiro

Foto: Divulgação/ Prefeitura do Rio

A prefeitura criou uma lista para orientar sobre os padrões de comportamento. São as 10 regras de ouro, que incluem a higienização frequente das mãos, o uso de máscaras e o distanciamento de 2 metros entre pessoas. "A flexibilização nesta fase é muito pequena para que a gente possa acompanhar de perto os indicadores com responsabilidade e segurança", disse.

Nesta primeira etapa não serão permitidos banho de mar e atividades na faixa de areia, como o aluguel de barracas de praia. As saunas e piscinas continuam vedadas.  

(Edição: Sinara Peixoto)