Manifestantes abrem 'covas' na praia de Copacabana contra mortes pela Covid-19

RJ tem a maior taxa de letalidade pela doença no país

Ricardo Pereira, da CNN, no Rio de Janeiro
11 de junho de 2020 às 09:07
 


Cem covas rasas foram abertas na areia da praia de Copacabana, na manhã desta quinta-feira (11), para simbolizar as mortes pela Covid-19 no Brasil. A manifestação também é contra a condução atual do Governo Federal na situação de pandemia. 

O trabalho começou hoje bem cedo, antes das 5 horas da manhã, quando cerca de 40 voluntários já tinham chegado ao local. 

       Leia também:
Prefeitura do Rio de Janeiro antecipa abertura de shoppings para esta quinta

A ONG Rio de Paz, responsável pela organização do protesto, listou algumas reivindicações, dentre elas a nomeação de um nome técnico para o cargo de Ministro da Saúde e um socorro financeiro para a indústria e o comercio. 

Manifestantes protestam. na praia de Copacabana, contra mortos pela Covid-19
Foto: Ricardo Pereira/ CNN

O Rio de Janeiro é o estado que tem a maior taxa de letalidade da doença, com 9,5%. A ocupação de leitos de UTI para pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19 é de 95%. O número de casos de Covid-19 no estado já chega a 74.373 e o número de mortes, a 7.138. 

Ainda assim, o governador do RJ, Wilson Witzel, e o prefeito da capital, Marcelo Crivella, decidiram flexibilizar as medidas de isolamento social. Hoje, por exemplo, os shoppings da cidade foram autorizados a reabrir. 

A capital fluminense é o município com mais casos da Covid-19 no estado, com 38.960.