Médicos são avisados de que hospital de campanha do Pacaembu fecha neste mês

Prefeitura prevê funcionamento do local até o fim de julho e negou encerrar as atividades antecipadamente

Pedro Duran, da CNN em São Paulo
22 de junho de 2020 às 18:56 | Atualizado 22 de junho de 2020 às 21:35
Hospital de campanha
Hospital de campanha montado no estádio do Pacaembu, em São Paulo
Foto: Rahel Patrasso/Reuters

Uma camiseta de time de futebol foi a ideia do grupo de médicos do Hospital de Campanha do Pacaembu para marcar a despedida do local onde eles passaram as últimas semanas.

O hospital foi inaugurado no dia 6 de abril e nas últimas duas semanas tem registrado indicativos de esvaziamento: o número de altas já ultrapassa o de internações, a ocupação tem caído, o pedido de transferência de pacientes graves para o Hospital das Clínicas também reduziu e a escala de plantão dos médicos foi enxugada nas últimas duas semanas.

No boletim médico desse domingo (22), a prefeitura informava que 38 pacientes estavam internados no Hospital do Pacaembu, três desses em leitos de estabilização. O hospital conta com 200 leitos.

Os médicos, que já previam o encerramento das atividades, foram avisados na última semana em uma reunião pela internet com o gestor responsável do Hospital Albert Einstein — que administra o complexo médico do Pacaembu — de que o dia 30 de junho, terça feira da próxima semana, seria o último plantão. Isso fez com que mensagens de agradecimento e despedida passassem a tomar o grupo de WhatsApp da equipe do hospital.

Leia e assista também

Transferência de pacientes do interior dificulta abertura da economia na capital

SP bate novo recorde de casos confirmados e de mortes por Covid-19 em 24 horas

Pelo telefone, um dos diretores do Albert Einstein confirmou a informação do fechamento do Hospital do Pacaembu e ainda ressaltou que as atividades de campanha da prefeitura de São Paulo se concentrariam no complexo do Anhembi.

À reportagem da CNN, o secretário municipal de saúde de São Paulo, Edson Aparecido, negou que o hospital fecharia ainda neste mês. Ele disse que a previsão oficial da prefeitura é de que o hospital ainda permaneça em atividade por mais um mês, até o dia 30 de julho.

Em nota, a Prefeitura disse que não há planos de fechar o local antecipadamente. "Não há, neste momento, qualquer decisão que envolva o fechamento dos Hospitais Municipais de Campanha do Pacaembu e do Anhembi, unidades fundamentais na estratégia que está garantindo atendimento aos paulistanos e já evitou a perda de pelo menos 30 mil vidas na cidade", diz o texto.