Avião de pequeno porte cai na zona norte de SP e deixa um morto


Anne Barbosa, Paulo Toledo Piza e Talis Maurício, da CNN em São Paulo
08 de julho de 2020 às 18:29 | Atualizado 09 de julho de 2020 às 07:01

Um avião de pequeno porte caiu nesta quarta-feira (8), na Avenida Braz Leme, na zona norte de São Paulo, perto do aeroporto Campo de Marte. O acidente vitimou o piloto Paulo Magalhães Pereira, de 47 anos. 

Luiz Antônio Silva Pereira, pai do piloto, confirmou à CNN que o filho foi a vítima da queda. Segundo Luiz Antônio, o piloto tinha ido levar o patrão em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. Na volta, o avião teve pane -- Paulo teria chegado a reportar para o controle aéreo que estava em emergência. O pai disse não saber quem era o patrão. Paulo deixa 2 filhos e esposa.

Leia também:

Arremeter é procedimento normal, diz engenheiro aeronáutico sobre acidente em SP

A aeronave, um bimotor privado convencional, com capacidade máxima de 5 passageiros, tinha licença para voos noturnos e estava regular, de acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Segundo a Infraero, sua matrícula era PR-OFI.

Sete equipes da corporação foram enviadas e apagaram o fogo.

Queda aeronave
Bloqueio é feito nos dois sentidos da Avenida Braz Leme
Foto: CNN (08.jul.2020)

A CNN procurou o Campo de Marte, que afirmou, via assessoria de imprensa, que o avião tentou aterrissar e, quando foi arremeter, caiu.

O administrador Felipe Dizioli disse que estava na Avenida Braz Leme e viu quando a aeronave caiu. Segundo ele, os bombeiros chegaram cerca de 10 minutos depois da queda.

"Logo após a queda, a aeronave explodiu e fez uma bola de fogo. Houve uma nova explosão logo em seguida”, disse.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) informou em nota que vai investigar as causas da queda.

Queda aeronave
Sete viaturas dos Bombeiros foram enviadas para o local e o incêndio foi controlado
Foto: Twitter/Bombeiros PMESP (08.jul.2020)
Queda Aeronave
Avião de pequeno porte caiu nesta quarta-feira (8), na Avenida Braz Leme, em São Paulo
Foto: Twitter/Bombeiros PMESP (08.jul.2020)