Polícia ambiental apreende 16 cobras exóticas no Distrito Federal

Polícia trabalha com a tese de que animais estão relacionados com cobra naja que picou estudante universitário

Vianey Bentes e Bruno Feittosa, da CNN em Brasília
09 de julho de 2020 às 17:37
Cobras exóticas apreendidas no Distrito Federal
Foto: Divulgação/Polícia Ambiental

O batalhão de polícia ambiental do Distrito Federal apreendeu 16 cobras exóticas, na manhã desta quinta-feira (9), numa chácara na Área Rural Taquara, a 63 quilômetros de Brasília. A polícia chegou ao local onde estavam os animais através de uma denúncia anônima.

O batalhão localizou as cobras dentro de caixas plásticas jogadas em uma baia para cavalos.

Segundo o comandante de polícia militar ambiental, major Elias Costa, as cobras exóticas estão sendo analisadas e devem estar relacionadas com uma cobra naja, que foi capturada na noite de quarta-feira (8) próxima a um shopping às margens do Lago Paranoá.

A cobra capturada ontem picou o estudante universitário Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, 22 anos, que segue internado na UTI de um hospital particular.

Assista e leia também:

Polícia encontra cobra naja que picou estudante no DF; estado dele é grave

 "Os animais não são da fauna brasileira, e possivelmente estariam sendo contrabandeados tanto internamente, quanto de outros países para o Brasil", afirmou Costa.

Ninguém foi preso no local e o caso foi registrado na delegacia da região. As cobras exóticas foram levadas para o Centro de Triagem Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Cetas-Ibama).