Modelo dada como desaparecida pela família é presa por desacato e porte de droga


Thayana Araújo, da CNN, no Rio
24 de julho de 2020 às 10:08 | Atualizado 24 de julho de 2020 às 11:47
Model Suelyn Medeiros fez carreira nos Estados Unidos

Modelo Suelyn Medeiros fez carreira nos Estados Unidos

Foto: Arquivo pessoal/ Instagram


Com 2,5 milhões de seguidores, a modelo e influenciadora digital Suelyn Medeiros dada como desaparecida pela família três dias após desembarcar no Rio de Janeiro foi detida por guardas municipais na quinta-feira (23), após ser flagrada na praia do Arpoador, sem máscara e com drogas.

De acordo com a guarda municipal do RJ, ela estava acompanhada de dois adolescentes (aparentando ter 16 anos), ambos também sem máscaras.

Os três foram abordados a respeito da orientação sobre a necessidade e obrigatoriedade do uso de máscara. Um dos guardas percebeu que a modelo apresentou comportamento estranho, jogou os dois passaportes que estavam com ela - um brasileiro e outro americano -  e tentou fugir.

Os guardas correram atrás da modelo, ela foi imobilizada, estava bastante alterada e agressiva . Os agentes fizeram  uma revista pessoal, encontram material entorpecente e comprimidos escondidos no top da moça.

No meio da confusão, os dois adolescentes que acompanhavam a modelo conseguiram fugir do local. Diante do ocorrido Suelyn foi levada para a Delegacia do Leblon onde foi autuada por porte de entorpecente e depois liberada.

A jovem mora nos EUA e estava em Copacabana com a mãe há três dias. Suelyn é muito popular nas redes sociais fez toda a carreira dela nos EUA.

A Guarda Municipal divulgou nota sobre o caso:

Guardas municipais do Grupamento Especial de Praia e Marítimo (GPM) prenderam uma americana de 34 anos na manhã de quinta-feira, dia 23, por porte de drogas durante patrulhamento e fiscalização sanitária na Praia do Arpoador, na Zona Sul do Rio.

Ao ser abordada pela falta do uso de máscara, a mulher entregou o seu passaporte dos Estados Unidos e saiu correndo, em seguida, sendo alcançada posteriormente pelos agentes. Dois homens que a acompanhavam conseguiram fugir.

Após fazer a revista na mulher, a guarda municipal Érica Antunes encontrou com ela um pó branco que se assemelhava a cocaína e cinco comprimidos cor de rosa. 

A mulher foi conduzida para a 14ª DP (Leblon), onde a ocorrência foi registrada como porte de drogas para consumo próprio (Lei de drogas: 11.343/06). O material ficou apreendido na delegacia.