Cacique Raoni recebe alta no MT e deve voltar para aldeia neste sábado

O governo do Mato Grosso disponibilizou um avião para a locomoção do cacique, que deve embarcar por volta das 14h

Fabricio Julião, da CNN, em São Paulo
25 de julho de 2020 às 12:20
O cacique Raoni, líder do povo Kayapó (19.jul.2020)
Foto: Reprodução/Twitter @institutoraoni 

O Hospital Dois Pinheiros informou, neste sábado (25), que o cacique Raoni, líder do povo Kayapó, recebeu alta e deve retornar a sua aldeia nesta tarde. Aos 89 anos, o indígena foi internado na semana passada com um quadro de hemorragia digestiva.

A saúde de Raoni piorou depois da morte da esposa. Os médicos que o atenderam disseram que ele chegou bastante debilitado ao hospital e se alimentando muito mal em decorrência da depressão adquirida, mas já está apto para voltar a aldeia.

"Ele ainda está um pouco fraco, terminando de se recuperar, mas já está forte o suficiente para liderar seu povo onde precisa estar", disse Douglas Yanai um dos médicos da equipe que atendeu Raoni.  

Na última quinta-feira (23), exames indicaram úlceras intestinais e inflamação no cólon, conforme o boletim clínico. Foram realizados alguns procedimentos como colonoscopia e ressonâncias magnéticas.

A equipe médica afirmou que vai continuar monitorando Raoni à distância e, se o quadro clínico piorar, ele pode voltar a ser internado.

O cacique agradeceu o carinho e o suporte que recebeu nos dias em que esteve internado. "Quero agradecer a todos vocês que têm me apoiado, que estão escutando todo dia sobre mim. Agora estou curado e queria falar para todos que doença pode chegar em qualquer dia e atacar alguém de sua família. Eu queria que todas as pessoas pensassem nisso e se amassem. A gente não sabe o dia de amanhã. Devemos estar juntos, nos respeitar, nos amar. Isso que eu penso", afirmou Raoni. 

O governo do Mato Grosso disponibilizou um avião para a locomoção do cacique, que chegará ao Aeroporto Municipal de Sinop por volta das 13h deste sábado (25) e deverá levar o líder indígena a aldeia às 14h.