Pai de Flávio Dino morre aos 88 anos em decorrência do novo coronavírus

Sálvio Dino, ex-deputado estadual e ex-prefeito de João Lisboa, estava na UTI de São Luís em estado grave após ser diagnosticado com Covid-19

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo
24 de agosto de 2020 às 09:01
Flávio Dino, governador do Maranhão, informou em rede social que seu pai, Sálvio, morreu de Covid-19
Foto: Marcello Casal Jr./ Arquivo/ Agência Brasil

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), informou por meio de suas redes sociais que seu pai, Sálvio Dino, morreu nesta segunda-feira (24) em decorrência do novo coronavírus.

Sálvio, ex-deputado estadual e ex-prefeito de João Lisboa, estava em tratamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital Carlos Macieira, em São Luís. Ele foi diagnosticado com Covid-19 há algumas semanas e iniciou tratamento na cidade de Imperatriz, posteriormente sendo transferido para a capital maranhense.

Flávio confirmou a morte de seu pai citando um trecho do poema “Canção do Tamoio”, obra do escritor maranhense Gonçalves Dias. “Não chores, meu filho; / Não chores, que a vida / É luta renhida: / Viver é lutar. / A vida é combate, / Que os fracos abate, / Que os fortes, os bravos / Só pode exaltar.” 

“Na quinta-feira, eu e meu pai recitamos juntos Gonçalves Dias. Hoje ele morreu, aos 88 anos, vítima de coronavírus”, completou Flávio.

Assista e leia também:

Flávio Dino pede a Bolsonaro que lidere 'pacto nacional pelo emprego'

O Ponto: Assista às entrevistas com os governadores Flávio Dino e Ratinho Júnior

Flávio Dino e Renan Filho defendem prorrogação do auxílio emergencial

Em outras mensagens publicada em sua conta no Twitter, o governador do Maranhão destacou a história política de seu pai. “Seu mandato de deputado estadual foi cassado e ele foi preso arbitrariamente pela ditadura militar em 1964, ‘acusado’ de ser comunista. Nos últimos dias deu a derradeira lição: profundo amor pela vida. Lutou com humildade e coragem”, escreveu.

Flávio disse ainda se lembrar que viu o pai discursar pela primeira vez em uma reunião no Seminário Santo Antônio, nos anos 70. “No nosso último encontro, falamos sobre política, futebol e poesia.”

Sálvio Dino nasceu em 5 de junho de 1932 em Grajaú, no interior do Maranhão, e era bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de São Luís. 

Ocupava a cadeira número 32 da Academia Maranhense de Letras. Suas obras incluíam poesias, contos, crônicas e relatos históricos e biográficos.

Na tarde de domingo (23), a agência de notícias do Maranhão havia informado que ele seguia em tratamento, mas que seu quadro de saúde era grave. Nesta segunda, divulgou uma nota de pesar pela morte do pai do governador.

"O Governo do Maranhão lamenta profundamente o falecimento do ex-deputado estadual e ex-prefeito de João Lisboa, Sálvio Dino, aos 88 anos, vítima de Covid-19.(...) O Governo se solidariza em especial com a família e os amigos de Sálvio Dino neste momento de perda e dor."