PF cumpre mandados em 6 estados em ação que investiga facção criminosa no RJ

Investigações, que começaram em dezembro de 2018, indicaram que os líderes do grupo visavam expandir sua atuação no estado fluminense

Jéssica Otoboni, da CNN, em São Paulo
25 de agosto de 2020 às 07:00 | Atualizado 25 de agosto de 2020 às 08:03

A Polícia Federal cumpre nesta terça-feira (25) 27 mandados de prisão preventiva e 10 de busca e apreensão em 6 estados (Rio de Janeiro, São Paulo, Pernambuco, Minas Gerais, Pará e Mato Grosso do Sul).

A Operação Expurgo investiga "atividades criminosas de lideranças e dos principais integrantes de uma facção do crime organizado que atua em âmbito nacional", informou a PF.

Até o momento, 20 mandados de prisão foram cumpridos. Dentre os alvos, 13 deles já estavam presos, pois atuavam na facção de dentro dos presídios, e 7 foram detidos hoje.

Assista e leia também:
Polícia Civil prende ao menos 16 em operação contra facção criminosa em SP
Operações miram facção criminosa e cumprem mais de 200 mandados nesta terça
Aviões, supermotos, caminhões-tanque: os bens de traficantes apreendidos pela PF

Investigações, que começaram em dezembro de 2018, indicaram que os líderes do grupo visavam expandir sua atuação no estado fluminense
Foto: Divulgação - 25.ago.2020 / Polícia Federal

Investigações

As investigações, que começaram em dezembro de 2018, indicaram que os líderes do grupo visavam expandir sua atuação no estado do Rio de Janeiro, e contavam com a parceria de outras facções já presentes no território fluminense.

Segundo a PF, mesmo presos, os líderes das facções desempenhavam a "gestão criminosa" de dentro dos presídios estaduais, de onde davam ordens e tomavam decisões.

A corporação descobriu que a facção contava com uma estrutura baseada na hierarquia, disciplina e divisão de tarefas, com condutas e protocolos próprios a serem seguidos, além de aplicação de sanções em caso de descumprimento das determinações e monitoramento das forças de segurança estaduais.

Os suspeitos podem responder pelos crimes de organização criminosa e tráfico de drogas e de armas. .

(Com informações de Thayana Araújo e Paula Martini, da CNN, no Rio de Janeiro)