Com 'day care', maior parque para cachorros da América Latina é inaugurado

Localizado na zona norte da capital, o estabelecimento se apresenta como uma opção de diversão, segurança e conforto para donos e cachorros

Carolina Figueiredo, da CNN, em São Paulo
29 de setembro de 2020 às 18:04 | Atualizado 29 de setembro de 2020 às 18:15

Uma espécie de parque coberto, com piscina, dia de cuidados e espaço para os cachorros correrem livremente foi inaugurado em São Paulo no último sábado (26). Maior parque para cães da América Latina, o Cachorródromo conta com praça de alimentação, espaço para eventos e lojas com novidades do mundo pet.

Em uma estrutura de 2.500 m² na Vila Guilherme, zona norte da capital, o estabelecimento se apresenta como uma opção de diversão, segurança e conforto para donos e cachorros. 

Para levar os animais de estimação, os tutores devem realizar um cadastro prévio, e os ingressos custam R$ 20 por dia para cada animal. As pessoas não pagam para entrar — inclusive, podem ir sem nenhum animal para, segundo a empresa, "sentir a vibe do que é ser um cachorreiro". 

Mercado pet registra alta de 6,25% em seis meses
Foto: Reprodução/CNN (29.set.2020)

O Cachorródromo não disponibiliza monitores, portanto, todos os cães precisam estar acompanhados por um responsável maior de idade para desfrutar do parque.Também é obrigatório a apresentação da carteirinha de vacinação atualizada. No serviço de 'daycare', profissionais cumprem uma programação de atividades com os cachorros enquanto o dono pode comparecer a algum compromisso.

Pelo uso da piscina, a maior indoor para cachorros da América Latina segundo a empresa, são cobrados R$ 30,00 por hora para cada cão. Tutores podem ficar descalços na beira da água com os bichos, mas biquínis e outros trajes de banho não são permitidos. 

Por R$ 179,99 mensais, membros do Clube do Cachorródromo têm desconto de 50% na piscina e 10% no daycare, entre outras coisas. 

Segundo a empresa, o final de semana de inauguração teve alta procura, chegando a causar instabilidade no site e nos meios de pagamento.

Por conta a pandemia de Covid-19, o espaço afirma que instalou tapete sanitizante e medirá a temperatura de todos os clientes humanos na entrada. O uso de máscaras é obrigatório, conforme diretrizes do governo de São Paulo, e a quantidade de pessoas será limitada. 

(Sob supervisao de Evelyne Lorenzetti).