'Ovelha de Ipanema' vira sensação e ganha fãs no Rio de Janeiro

Dono de Rebeca, Evilásio Carneiro resolveu adotar a ovelha como animal de estimação após sugestão do terapeuta dele

Ana Maia*, da CNN, no Rio
29 de setembro de 2020 às 10:24 | Atualizado 29 de setembro de 2020 às 13:17

Uma ovelha virou sensação no Rio de Janeiro e já tem até Instagram. Rebeca desfila com um laço rosa no pescoço e, para muitos, ela é a nova garota de Ipanema.       

O dono de Rebeca, Evilásio Carneiro, resolveu adotar a ovelha como animal de estimação após a ideia partir do terapeuta dele. 

Leia mais:
Ministério investiga sementes enviadas com produtos comprados pela internet

'Ovelha de Ipanema' caminha pela praia no Rio
Foto: Arquivo Pessoal

A ovelhinha vegana Rebeca nasceu em uma fazenda perto de Miguel Pereira, no centro-sul do Rio de Janeiro.

Rebeca e o dono vivem em um apartamento no bairro da Ilha do Governador, na zona norte do Rio. A ideia de Evilásio é mudar para um apartamento maior para que a "ovelhinha" tenha mais espaço. 

A rotina da nova sensação de Ipanema é recheada de conforto. Rebeca costuma dormir no quarto do dono, em um cercadinho. 

A CNN ouviu veterinários para saber os critérios para se ter uma ovelha em casa. A doutora Ana Carolina Albuquerque explicou que a ovelha é considerado um animal doméstico e pode ser criado normalmente em casa assim como cachorros e mini pigs, sem necessidade de autorização de entidades públicas.

Segundo a dra Ana Carolina , é importante ao dono manter um controle parasitário, com a prevenção de carrapato e vermes que podem transmitir doenças às pessoas. A especialista explicou que o animal se alimenta com água, ração e capim e, apesar de preferirem pastar, também comem feno, alfafa e milho. 

O sucesso da ovelha Rebeca no RJ rendeu no último domingo requisição para mais de 50 fotos na orla da praia de Ipanema na zona sul da capital. 

Em nome da causa animal, Evilásio explica que decidiu apelidar Rebeca de “Ovelhinha Vegana”, apesar de ela se alimentar de leite e que não seja normal consumir carne de cordeiro. Rebeca está com todas as vacinas em dia, segundo o dono, e já fez até sua primeira viagem para a Bahia. 

(* Com supervisão de Thayana Araujo)