Três estados já retomaram aulas presenciais e outros oito definiram datas

Secretarias estaduais de educação têm elaborado protocolos para que o retorno seja feito de uma forma segura; veja situação no país

Giulia Alecrim* Da CNN, em São Paulo
29 de setembro de 2020 às 19:18

Depois de quase sete meses fechadas, as escolas estaduais brasileiras se preparam para retornar às aulas presenciais nas esferas públicas e privadas nos ensinos básicos, médio e superior.

As secretarias estaduais de educação têm elaborado protocolos para que o retorno seja feito de uma forma segura, respeitando as orientações de higiene e saúde. 

Até o momento, apenas três estados já retornaram ao modo presencial de ensino. O Amazonas foi o primeiro, em 10 de agosto, a abrir as portas das escolas estaduais para a o terceiro ano do Ensino Médio. Já a partir de amanhã (30/09), será a vez do Ensino Fundamental.

Em segundo lugar, o estado do Rio Grande do Sul retornou em 8 de setembro com o Ensino Infantil, seguido do Ensino Superior, Médio e Técnico no último dia 21 deste mês. Já o terceiro a retornar até o momento foi o Piauí, em 22 de setembro, com a rede pública e privada para a 3° série do Ensino Médio.

São Paulo autorizou o retorno das aulas presenciais do Ensino Médio e do Ensino Superior para 7 de outubro. Já o Ensino Fundamental poderá retornar a partir de 3 de novembro. Aulas práticas envolvendo os cursos de saúde pública da rede superior, além de cursos livres, já estão autorizados a funcionar desde 13 de julho. Atividades extracurriculares e de reforço também já estão autorizadas desde 8 de setembro.

Leia e assista também

Do transporte ao intervalo: governo de SP define diretrizes para volta às aulas

A única capital estadual já retomou ao ensino presencial na rede municipal foi Belém, em 14 de setembro. A rede pública do estado Pará deve retornar ao modo presencial em outubro, porém sem data exata definida. A rede privada retornou em 3 de agosto.

No Distrito Federal, o ensino privado foi autorizado a retornar em 21 de setembro. O ensino público chegou a ter uma data para retorno (31 de agosto), mas agora segue sem previsão após um recuo.

Regiões que não divulgaram previsão discutem protocolos ou prorrogam decretos de suspensão do retorno das atividades escolares, como é o caso da Bahia, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Roraima, Amapá, Maranhão, Rio Grande do Norte, Santa Catarina e Tocantins

Confira o cronograma do retorno estadual pelo Brasil  

AM: 10 de agosto 
RS: 08 de setembro 
PI: 22 de setembro
CE: 01 de outubro
RJ: 05 de outubro
MG: 05 de outubro
PE: 6 de outubro
SP: 7 de outubro 
PA: outubro, sem data definida
ES: 13 de outubro
RN: em 2021

Estados com aulas presenciais suspensas por decreto

BA: suspenso até 12 de outubro
MS: suspenso até 09 de outubro
RO: suspenso até 3 de novembro
RR: suspenso até 30 de setembro
AP: suspenso até 13 de outubro
MA: suspenso por tempo indeterminado
RN: suspenso até o final de 2020
SC: suspenso até 12 de outubro
TO: suspenso até 30 de setembro

Estados ainda sem data definida, mas em discussão de protocolos e retorno: AL, ES, SE, PB, MT, GO, AC

*Sob supervisão de Evelyne Lorenzetti