Comissão do Senado aprova pedido para Pantanal entrar no Conselho da Amazônia

Inclusão se faz necessária em decorrência dos graves incêndios florestais que atingem a região, segundo senadores

Noeli Menezes, da CNN, em Brasília
09 de outubro de 2020 às 11:49
Incêndios batem recorde na região do Pantanal
Foto: Divulgação/Governo do MT

A comissão temporária externa do Pantanal do Senado aprovou nesta sexta-feira (9) uma sugestão ao presidente Jair Bolsonaro de ampliação do escopo do Conselho Nacional da Amazônia Legal para incluir a tutela do bioma Pantanal entre suas atribuições até o ano de 2025.

Segundo a senadora Simone Tebet (MDB-MS), autora do pedido, essa inclusão se faz necessária "em decorrência dos graves incêndios florestais que atingem a  região e das previsões de estiagens para o próximo quinquênio".

Leia mais:
Pantanal: início de outubro tem 772% mais queimadas do que mesmo período de 2019

Tebet afirmou ainda que o atendimento a essa sugestão "representará o verdadeiro compromisso do governo federal em proteger o Pantanal". A inclusão permitirá o reforço das "ações de enfrentamento a futuras queimadas no bioma, destinando mais recursos financeiros e estrutura logística, incluindo todo o aparato de combate a incêndios, como helicópteros, apoio da Força Nacional, Defesa Civil, dentre outros".

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, participa nesta manhã de audiência na comissão.