Homem que agrediu mulher em Ilhéus tem histórico de violência até contra a mãe


Da CNN
17 de outubro de 2020 às 11:25 | Atualizado 17 de outubro de 2020 às 11:39

Carlos Samuel Freitas, o homem que aparece espancando uma mulher em vídeo que viralizou nas redes sociais na última semana, é considerado foragido pela polícia da Bahia.

Ele tem mais de 11 ocorrências relacionadas à violência e agressão contra mulheres, incluindo contra a mãe. O primeiro boletim de ocorrência registrado contra Freitas envolvendo agressão à mulher foi em 2015.

O caso que viralizou aconteceu em 20 de junho, em Ilhéus, no sul do estado, mas ganhou repercussão nos últimos dias com a divulgação das imagens em que ele aparece dando diversos socos no rosto da ex-companheira.

Na quinta-feira (15), Freitas compareceu na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher e foi liberado. Após o depoimento, foi expedido o mandado de prisão preventiva. Como ele não se apresentou à polícia, é considerado foragido.

Leia também:
'Odeio a raça negra', diz mulher na Paraíba, libertada após fiança de R$ 350
Polícia investiga mulher por levar homem morto ao banco para fazer prova de vida

O advogado de Freitas disse à imprensa, na sexta-feira (16), que o cliente não irá se apresentar e entrou com pedido de revogação da prisão preventiva e aguarda a decisão da Justiça.

A vítima também prestou depoimento à polícia durante a semana. Ela disse que já sofria agressões antes da registrada nas imagens e continuou o relacionamento com Freitas após aquela ocasião.

(Edição: André Rigue)