Interpol ajuda nas buscas a André do Rap, que segue foragido


Pedro Duran, Bruno Oliveira e André Rosa Da CNN
17 de outubro de 2020 às 22:16

 

Uma verdadeira força-tarefa envolvendo as polícias Militar, Civil e Federal foi montada para encontrar um dos chefes do PCC, André Macedo Oliveira, o André do Rap, solto há uma semana do presídio de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, após uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal. A Interpol também foi acionada e está ajudando na operação.

Ele é procurado por comandar um mega esquema de tráfico internacional de drogas. Seiscentos polciais civis de três departamentos de segurança tentam encontrá-lo - uma operação que custa R$ 2 milhões a cada 120 dias para os cofres públicos.

Leia também

André do Rap pode estar na Bolívia, mas buscas também continuam no Brasil

Conexão CNN: Caso André do Rap pode determinar limites a ministros do STF

Alerta geral para a polícia Militar e o envolvimento de representantes da Polícia Federal no Paraguai e Bolívia. O rosto do traficante está na lista de difusão vermelha da Interpol, grau máximo para busca de criminosos. Assista acima ao retrospecto do que aconteceu no caso ao longo da semana.