No Rio, Dia da Consciência Negra tem homenagem no Monumento a Zumbi

Homenagens devem perdurar por todo o dia em vários pontos da cidade

Beatriz Puente*, da CNN, no Rio de Janeiro
20 de novembro de 2020 às 11:35 | Atualizado 20 de novembro de 2020 às 18:20
Homenagens feitas no dia da Consciência Negra no Rio de Janeiro
Foto: Paula Martini/CNN Brasil

O feriado do Dia da Consciência Negra foi marcado por uma série de eventos no Monumento a Zumbi dos Palmares, na Região Central do Rio. As homenagens começaram às 6h da manhã, com uma alvorada ao rufar do tambores. Depois, foi realizada a tradicional lavagem do busto de Zumbi, com apresentação do Grupo Afoxé Filhos de Gandhy.

A programação tambem contou com uma roda de capoeira e um ato político contra o racismo e o extermínio da juventude negra. Durante a tarde, haverá apresentação de MCs, artistas de rua, grupos de dança e também roda de samba. A data também teve homenagens no Cais do Valongo, que recebeu mais de 1 milhão de navios negreiros no tempo da escravidão.

No local, jovens do Programa Orquestra nas Escolas, da Secretaria Municipal de Educação, se apresentaram com a Camerata do Choro. No repertório, clássicos de Pixinguinha, como Carinhoso e Lamentos.

Leia e ouça também:
'Vim para achar um preso. Achei um corpo', diz pai de homem que morreu espancado
Entregador é vítima de racismo em condomínio de Goiânia
Podcast: Agenda Marielle e o aumento da diversidade nas urnas em 2020

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado, no Brasil, em 20 de novembro.

Ele foi criado em 2003 como efeméride do calendário escolar e foi oficialmente instituído em âmbito nacional em novembro de 2011.

A data foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695.

*sob supervisão de Paula Martini

Veja também: Segurança espancam homem negro até a morte em mercado