Acidente em rodovia de SP: empresa de ônibus atuava irregularmente

Star Viagem e Turismo, que se envolveu em acidente na manhã de hoje próximo a Taguaí, interior de SP, e deixou pelo menos 41 mortos, roda ilegalmente desde 2019

da CNN, em São Paulo
25 de novembro de 2020 às 17:13


A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) informou nesta quarta-feira (25) que a Star Viagem e Turismo, que se envolveu em um acidente na manhã de hoje na Rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho (SP-249), próximo a Taguaí, interior de São Paulo, e deixou pelo menos 41 mortos, não tem registro para transporte de passageiros e roda ilegalmente desde outubro de 2019.

Assista e leia também:

‘É o pior acidente do ano em São Paulo’, diz tenente sobre tragédia em Taguaí

Acidente entre ônibus e caminhão no interior de São Paulo (25.nov.2020)
Foto: Reprodução/CNN

Além de não estar registrada na Artesp, a empresa também não tem registro na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). De acordo com apurações da CNN, a empresa tem atualmente sete processos no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP).

Segundo a Artesp, a Star Viagem e Turismo já havia transportado de forma irregular 30 estudantes pela rodovia Raposo Tavares, foi multada e o veículo apreendido. Entretanto, continuou atuando no setor de fretamento e locação.