Governo autoriza antecipação de benefícios para moradores do Amapá

Thais Arbex
Por Thais Arbex, CNN  
25 de novembro de 2020 às 15:52 | Atualizado 25 de novembro de 2020 às 21:44

 


O governo autorizou nesta quarta-feira (25) a antecipação do pagamento de benefícios previdenciários para a população do Amapá, afetada por um apagão que durou mais de 15 dias. A medida, antecipada pela CNN no último dia 18, surgiu como uma alternativa à prorrogação do auxílio-emergencial aos moradores do estado.

De acordo com portaria conjunta dos ministérios da Economia e da Cidadania, serão duas modalidades de antecipação a serem realizadas pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social): o pagamento do benefício de prestação continuada previdenciária (BPC) a partir de dezembro e enquanto perdurar a situação de calamidade no Estado. Este auxílio é pago a idosos e pessoas com deficiência de baixa renda.  Segundo o governo, a medida deve beneficiar mais de 65 mil pessoas, ao custo de R$ 78,5 milhões por mês. 

Leia também:

'Poderia ter sido evitado', diz engenheiro eletricista sobre apagão no Amapá

Com apagão, distribuidora de energia do Amapá vive 'situação financeira caótica'

13 cidades do Amapá ficaram no apagão por 22 dias
Foto: Mari Serrão


Também no âmbito do INSS, será antecipado o pagamento do valor de uma renda mensal do benefício previdenciário ou assistencial a que os amapaenses tiverem direito. Nessa modalidade, o valor será descontado em até 36 parcelas. A medida pode beneficiar mais de 62 mil pessoas, ao custo de R$ 75,5 milhões por mês.

Segundo a CNN apurou, há expectativa de que novas medidas compensatórias para o Amapá sejam anunciadas pelo Ministério da Economia.