Sob suspeita de ataque hacker, TRF-1 blinda sistema eletrônico

Segundo a assessoria da corte, não foi identificado nenhum comprometimento por enquanto.

Teo Cury, da CNN, em Brasília
27 de novembro de 2020 às 11:31 | Atualizado 27 de novembro de 2020 às 22:26


 

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, sediado em Brasília, afirmou ter restringido o acesso a seus sistemas de informática diante da suspeita de ataque hacker. Segundo a assessoria da corte, não foi identificado nenhum comprometimento até o momento.

"A Administração do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), por meio da Secretaria de Tecnologia da Informação (Secin), informa que, em decorrência de publicação veiculada em redes sociais de que ocorrera uma invasão ao ambiente tecnológico do TRF1, foram adotadas medidas preventivas para a preservação do ambiente. Assim, todos os sistemas do Tribunal foram colocados em modo restrito para permitir adequada investigação, sendo que, até o momento, não se identificou nenhum ativo de TI comprometido", diz a corte, em nota.

Leia e assista também

Técnicos reforçam segurança do TSE após ataque hacker a órgãos do governo

Após ataque hacker, STJ diz que sistema voltará a funcionar na segunda (9)

"Parece que o tribunal eleito desta vez para sofrer um ataque “hacker” foi o TRF1…", afirmou o juiz Guilherme Weber no Twitter. A procuradora Janice Ascari, do Ministério Público Federal em SP, também relatou a suspeita na rede social.

Os supostos hackers publicaram a seguinte mensagem: "Vazamento de dados do Tribunal Regional da Primeira Região (portal.trf1.jus.br). isso é sério? um orgão tão importante com uma vulnerabilidade tão grave.. nest post estamos expondo 'só' o conteudo de 4 (cit, concurso, stf e trfweb) das 47 DBS, apenas para demonstrar que o TRF1 tambem é vulneravel nosso objetivo NÃO é causar o caos, nem prejudicar o TRF1."