Enem 2021: veja como será a estrutura da prova e divisão das questões

Faltando cerca de 30 dias para o primeiro dia de exame, a CNN preparou um “intensivão” para estudantes interessados no tema

Rodrigo Maia, da CNN, em São Paulo
14 de dezembro de 2020 às 18:37 | Atualizado 14 de dezembro de 2020 às 18:43
Enem vestibular
Prova do Enem (04.nov.2018)
Foto: Marcos Santos/ USP Imagens

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é a principal alternativa para os estudantes brasileiros ingressarem no ensino superior. Em 2020, por causa da pandemia da Covid-19, as provas foram adiadas para janeiro e fevereiro de 2021. E uma das principais novidades do exame é a aplicação da prova digital.

Faltando cerca de 30 dias para o primeiro dia de exame, a CNN preparou um “intensivão” para estudantes interessados no tema. Serão matérias especiais para você se manter informado e bem preparado para encarar o conteúdo.

Confira a agenda atualizada da aplicação:

·         Provas tradicionais: 17 e 24 de janeiro de 2021

·         Provas digitais: 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021

·         Resultado: 29 de março de 2021

Em relação ao formato da prova, o Ministério da Educação afirmou que este ano deve ser o último que a prova vai seguir a Matriz de Referência do Enem, que está sendo aplicada desde 2009. A divisão de questões da prova será:

·         1º dia: Redação; 45 questões de Linguagens e Códigos; 45 questões Ciências Humanas

·         2º dia: 45 questões de Ciências da Natureza; 45 questões Matemática

A adaptação da prova ao chamado “Novo Ensino Médio” vai ser aplicada apenas no exame do próximo ano, de acordo com o MEC.

A maior novidade deste ano será a aplicação de provas digitais. Nessa modalidade, cerca de 100 mil estudantes poderão fazer o exame pelo computador.

O objetivo do MEC é expandir essa quantidade até que, em 2026, o exame seja 100% digital. A medida pode reduzir os altos custos de impressão.

A prova digital terá o mesmo formato da impressa, com 180 questões e a redação. No entanto, como a aplicação vai ocorrer em datas diferentes, as perguntas não serão as mesmas.

Em relação à redação, os temas também serão distintos, mas, mesmo na prova digital, o texto seguirá sendo feito no papel.

Assista e leia também

Estudantes não poderão usar nota do Enem 2020 no Prouni e no Fies

Enem: Justiça monta sistema para acompanhamento de ocorrências em tempo real

O nível de dificuldade é o mesmo, tanto na prova digital como na impressa, assim como o tempo de prova.

O conteúdo do ENEM é muito extenso. Por essa razão, é preciso de muito preparo para ir bem na prova. E a CNN vai te ajudar. Fique atento aos próximos textos. Vamos dar dicas importantes para você melhorar ainda mais seu rendimento.