Polícia procura outras imagens de morte de jovens em Belford Roxo

"Prioridade da investigação é rastrear as câmeras do passo a passo do percurso feito pelo veículo”, afirmou delegado

Thayana Araújo e Leandro Resende, da CNN, no Rio de Janeiro
15 de dezembro de 2020 às 14:56 | Atualizado 15 de dezembro de 2020 às 14:57
Câmera de segurança capturou o momento em que os jovens foram abordados por PMs em Belford Roxo, no Rio
Foto: Divulgação

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense tenta encontrar outras imagens da ação policial que terminou com a morte dos jovens  Edson Arguinez Junior, de 20 anos, e Jordan Luiz Natividade, de 18 anos em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Eles foram encontrados mortos com sinais de tortura após serem abordados por dois policiais militares na madrugada deste sábado (12) — eles estão presos.

À CNN, o delegado Uriel Alcântara afirmou que já ouviu uma parte dos familiares das vítimas e que, agora, o objetivo é encontrar imagens que ajudem a esclarecer o que aconteceu. Além disso, as armas dos PMs presos ainda não foram encaminhadas para perícia.

Leia e assista também

Ação que deixou dois jovens mortos no RJ foi 'muito grave', diz porta-voz da PM

Polícia investiga participação de outras pessoas no assassinato de jovens no RJ

Jovens mortos após abordagem policial no RJ serão enterrados nesta segunda (14)

Nas imagens disponíveis até agora, os jovens aparecem em uma moto e caem no chão após serem atingidos por um tiro. O vídeo também mostra agressões, o momento em que eles são algemados e levados do local. 

“As imagens que foram divulgadas até aqui não são deles sendo mortos. A prioridade da investigação é rastrear as câmeras do passo a passo do percurso feito pelo veículo”, afirmou o delegado responsável pela apuração.