Prioridade para Manaus na vacinação, morte de Maguito e mais de 13 de janeiro


Da CNN, em São Paulo
13 de janeiro de 2021 às 14:44

 

O anúncio do ministro da Saúde sobre o início da vacinação no país, a morte do prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela, e a expectativa para a votação do pedido de impeachment de Donald Trump estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta quarta-feira, 13 de janeiro de 2021.

Impeachment de Trump

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos deve votar hoje o artigo de impeachment contra Donald Trump. Na terça-feira (12), a Casa aprovou uma resolução pedindo que o vice do país acionasse a 25ª Emenda para remover Trump do poder - o que foi rejeitado por Mike Pence antes da votação.

Vacinação em Manaus

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que "Manaus vai ser o primeiro lugar a ser vacinado". Vacina será distribuída simultaneamente e "Manaus terá prioridade", segundo o ministro.

Torcida em estádios no RJ

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), anunciou na manhã desta quarta-feira que a decisão de liberar a torcida nos estádios será revogada. Nas redes sociais, Paes disse que a medida está correta tecnicamente, de acordo com a Secretaria de Saúde, mas que é quase impossível de ser fiscalizada. O prefeito fez o comunicado horas após a publicação de uma resolução conjunta em que a prefeitura e o governo do estado liberavam as torcidas de acordo com o nível de contágio nos bairros onde estão os estádios.

Morre Maguito Vilela

O prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), morreu nesta quarta-feira, aos 71 anos, em São Paulo. Ele estava internado desde o dia 27 de outubro, após ser diagnosticado com a Covid-19. No início desta semana, o Hospital Israelita Albert Einstein, onde Maguito estava internado, divulgou um boletim informando que ele sofria de uma infecção pulmonar grave, seguia na UTI, em diálise contínua e sedado.

Evo Morales com Covid-19

O boliviano Evo Morales testou positivo para o novo coronavírus. De acordo com um comunicado divulgado pelo gabinete do ex-presidente, ele está estável e recebendo atendimento médico. Não há mais detalhes sobre os sintomas.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br