RJ entra 100% em estágio de alto risco para Covid-19 e Paes culpa dono de boates

Realengo, Rocinha, Jacarezinho, Complexo do Alemão e Complexo da Maré deixaram o estágio moderado e foram incluídos no grupo de risco

Cleber Rodrigues e Isabelle Lima da CNN, no Rio de Janeiro
22 de janeiro de 2021 às 08:33 | Atualizado 22 de janeiro de 2021 às 12:41

O município do Rio está com 100% de seu território sob alto de risco de contaminação pelo novo coronavírus. A constatação se deu através da análise do 3° boletim epidemiológico da prefeitura, cujo resultado foi divulgado nesta sexta-feira (22), no Centro de Operações do município.

Com isso, todas as 33 regiões administrativas estão em alerta para a propagação da doença. O levantamento é elaborado semanalmente pelo Centro de Operações de Emergências e traz uma análise de risco para a cidade.

Todas as regiões do Rio estão em estágio de alto risco para o coronavírus
Todas as regiões do Rio estão em estágio de alto risco para o coronavírus
Foto: Cleber Rodrigues, da CNN, no Rio de Janeiro

Na semana passada, eram 28 regiões em alto risco e cinco classificadas com risco moderado, há duas semanas, 18 estavam em risco alto. Locais como Rocinha, Complexo do Alemão, Maré, Jacarezinho e Realengo que estavam em risco moderado, atualmente atingiram o risco alto. 

Até quinta-feira (21), o Rio de Janeiro tinha 16.543 mortes e 182.713 casos confirmados de Covid-19.

Culpa das boates

Em meio ao crescente número de óbitos e casos de Covid-19 o Prefeito do Rio, Eduardo Paes, afirmou em coletiva que são “irresponsáveis e delinquentes” os que colocam a vidas das pessoas em risco com festas e eventos. 

"Mas tem sempre aqueles que insistem em desrespeitar as regras. Por exemplo, na Olegário Maciel, a gente já consegue identificar claramente os irresponsáveis, delinquentes e pessoas que mostram pouca empatia e respeito à vida humana, que continuam insistindo em fazer por exemplo, shows nas suas casas noturnas. Nós temos alguns casos de estabelecimentos comerciais regularizados que a prefeitura tem encontrado dificuldade eles vão, já foram alguns fechados, já são nove interdições. Nós vamos fechar essas casas e esse fechamento vai se dar por um prazo maior, mais longo do que aquele que vinha sendo praticado. Nós vamos criar todo tipo de dificuldade pra que não tem respeito à vida e quem não tem respeito ao próximo."

Segundo a prefeitura, foram realizadas pelas equipes da Secretaria Municipal da Ordem Pública, Instituto de Vigilância Sanitária, Guarda Municipal e Defesa Civil: 167 inspeções, 9 interdições de eventos clandestinos e 58 infrações sanitárias. 

Foram abertos 200 leitos desde o dia 1º de Janeiro de 2021, sendo 50 deles abertos nesta semana. No último boletim a fila de leitos tinham 9 pacientes a espera de um leito a mais de 24 horas, hoje (22) existem três pessoas à espera de um leito há mais de um dia. 

Entretenimento, academias, espaços de lazer terão lotação limitada à metade da capacidade. Shoppings, supermercados, farmácias e bancos terão sua capacidade reduzida a 2/3 da capacidade e ampliação do horário de funcionamento.

O alerta segue para ambulantes e comércio com frente para rua onde está vedado o consumo de bebidas alcoólicas.

Sobre a famosa roda de samba que acontece na Pedra do Sal, no bairro da Saúde, o prefeito enfatizou que não irá mais acontecer e que agentes estão autorizados a apreenderem caixas de som.