Covid-19 mudou a maneira de lidar com a gravidez; veja relatos

Protocolos de segurança em hospitais e maternidades foram todos modificados a fim de receber as gestantes

Da CNN, em São Paulo
31 de janeiro de 2021 às 12:35 | Atualizado 31 de janeiro de 2021 às 12:41

 

Desde o início da pandemia em março de 2020, 2,3 milhões de crianças nasceram no Brasil. O coronavírus impactou na maneira como as mulheres estão lidando com a gravidez, já que a doença traz muitas dúvidas, inseguranças e requer novos cuidados. Por exemplo, as tradições que antecedem o nascimento, como o chá de bebê ou o chá de fraldas, tiveram de ser canceladas. 

 

A doula e psicóloga Thais Escudeiro Scicchitano engravidou durante a pandemia, além de todas as mudanças que a pandemia impôs a este momento, ela testou positivo para a Covid-19 no final da gestação. 

"Fizeram a tomografia e aí veio a surpresa: eu estava de 25 a 50% do pulmão tomado. E aí, é direto UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Já começaram com todos os cuidados, me colocaram na cama - 'Você não levanta mais. Nós vamos aumentar o oxigênio. Vamos fazer ultrassom para ver como está a sua bebê porque acho que ela vai ter que nascer hoje' - Nessa hora, passou [pela minha cabeça]: Salva a minha filha", relata. Só após quinze dias internada na UTI e inconsciente, Thais pode conhecer a filha Isabela. 

A doula Thais Escudeiro Scicchitano mostra fotos da filha recém-nascida (31 jan 2021)
Foto: Reprodução / CNN

Os protocolos de segurança em hospitais e maternidades foram todos modificados. As tradicionais visitas de parentes e amigos, por exemplo, estão proibidas. Durante todo o período de internação, a paciente só pode receber um acompanhante. 

"Todo o fluxo da maternidade foi duplicado. Então, atualmente, a gente tem um pronto-socorro específico para gestantes que vêm com quadros relacionados à maternidade, trabalho de parto, e as queixas normais durante o processo de gestação daquelas gestantes que vêm com quadros respiratórios", explica  a coordenadora de obstetrícia do Hospital Sepaco, Lisandra Stein Bernardes.