Com proposta de mudança no ICMS, governo Bolsonaro pressiona governadores

Da CNN, em São Paulo
09 de fevereiro de 2021 às 05:30

Enquanto o Congresso se reunia para eleger os novos presidentes da Câmara e do Senado, no último dia 1º, algumas dezenas de caminhoneiros pelo Brasil aderiam a uma pulverizada e tímida paralisação. As demandas ecoavam algumas de 2018: mudança nas regras do frete e, principalmente, redução no preço dos combustíveis. A greve pode não ter tido a adesão que ameaçava, mas pressionou o governo a dar uma resposta, que veio na sexta-feira (5). Ao lado de Paulo Guedes e do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, Jair Bolsonaro anunciou um plano para alterar a cobrança do ICMS, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, que incide sobre os combustíveis. 

Neste episódio do E Tem Mais, Monalisa Perrone fala sobre as consequências de uma possível alteração no ICMS, imposto que corresponde hoje a boa parte da arrecadação de governos estaduais. A especialista em direito tributário Ana Cláudia Utumi fala sobre os riscos em criar mais um sistema de tributação a parte. Já o diretor do CNN Brasil Business, Fernando Nakagawa, ajuda a entender o peso do imposto para os estados e se a medida faz sentido.

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

CNN Mundo

5 Fatos

Abertura de Mercado

Horário de Brasília

Na Palma da Mari

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

(Publicado por Amauri Arrais)

E Tem Mais
O podcast E Tem Mais, com Monalisa Perrone, episódios novos de segunda a sexta
Foto: CNN Brasil