Rio bate recorde de pedidos de internação na capital

Casos confirmados superam o número de recuperados da Covid-19

Por Camille Couto, da CNN, no Rio de Janeiro
23 de março de 2021 às 00:05
Leito de UTI no Rio de Janeiro para tratamento de pacientes com Covid-19
Leito de UTI no Rio de Janeiro para tratamento de pacientes com Covid-19
Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

O município do Rio de Janeiro bateu recorde de pedidos de internações para Covid-19 nos últimos dias e tem 180 pessoas na fila por um leito. Já são 629 internados em Unidade de Terapia Intensivo (UTI) e em leitos de enfermagem. A taxa de ocupação de UTI estava em 93% e enfermaria 84%.

Os dados divulgados no painel até às 19h desta segunda-feira (22) são dinâmicos e mudam a todo momento, porém, o secretário municipal de saúde Daniel Soranz, alertou para situação sanitária da cidade em suas redes sociais.

"Nunca tivemos tantas solicitações de internação em um único dia. Estamos no maior número de pessoas internadas simultaneamente em um leito de CTI por Covid-19", disse Soranz.

Já no estado, o número de casos confirmados supera o número de pessoas recuperadas, são 2.763 confirmações de coronavírus e 912 pacientes recuperados. A ocupação de leitos de UTI está em 86,8% e de enfermaria está 68,9%, segundo dados divulgados até o final da noite desta segunda-feira. 

Durante coletiva de imprensa para apresentação das novas medidas restritivas, que prevê a paralisação dos serviços não essenciais, o prefeito Eduardo Paes reconheceu o agravamento da situação na rede da saúde. 

“A gente vem monitorando o número e agora a gente viu o aumento. Uma medida como essa precisa que a gente dê um tempo para que as pessoas se preparem, se ajustem a isso.” 

A cidade terá 10 dias de feriado, entre esta sexta-feira (26) e o dia 4 de abril, para conter a disseminação do novo coronavírus e evitar o colapso nos hospitais da capital. Após o dia 4 de abril, as medidas serão reavaliadas pelas autoridades.