Prefeitura do Rio cria Auxílio Carioca para minimizar efeitos de paralisação

Eduardo Paes anunciou que benefício deve chegar a 900 mil pessoas e será pago por meio de quatro frentes; veja como será

Cleber Rodrigues, da CNN, no Rio de Janeiro
24 de março de 2021 às 14:39 | Atualizado 24 de março de 2021 às 19:48

Após decretar a suspensão das atividades consideradas não essenciais por dez dias, a partir da próxima sexta (26), a prefeitura do Rio anunciou nesta quarta (24) um pacote de auxílio financeiro para cerca de 900 mil moradores cariocas.

De acordo com o prefeito Eduardo Paes (DEM), serão utilizados R$ 100 milhões no total - destes, R$ 70 milhões do executivo municipal e R$ 30 milhões da Câmara Municipal. A transferência do recurso do orçamento do legislativo para o executivo será votada em uma sessão na tarde desta quarta às 16h.

Prefeito do Rio Eduardo Paes
O prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM) anuncia a criação do Auxílio Carioca para o período de dez dias de restrição
Foto: DIKRAN JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO

Paes adiantou, no entanto, que 50 dos 51 vereadores já deram um parecer favorável para aprovação. Segundo o prefeito do Rio, a transferência dos recursos para as famílias será feita por meio de quatro grupos.

Paes explicou também que os contemplados que já possuem os cartões municipais com auxílio, terão o valor depositado em suas contas. Os demais, deverão buscar os Creas e Cras ou acessar o site carioca.rio para saber se têm direito ao auxílio.

Na coletiva, o chefe do executivo municipal explicou que o dinheiro será para aliviar a situação econômica das famílias pelos dez dias de suspensão das atividades não essenciais, a contar desta sexta (26).

Durante o período, as praias também ficarão fechadas. A medida foi anunciada em conjunto, no começo desta semana, pelos prefeitos do Rio e Niterói, na região metropolitana.

“Estamos garantindo para as pessoas mais pobres dessa cidade, que elas terão renda, podendo se preservar nesse momento. Essa doença é traiçoeira, mata as pessoas e a gente precisa que elas passem esse período de dez dias, com muita disciplina”, disse Paes.

Praia de Copacabana vista vazia neste sábado (20)
Praia de Copacabana vista vazia neste sábado (20)
Foto: MICHEL FILHO/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDO

Veja como fica a divisão dos grupos do Auxílio Carioca:

Cartão Família Carioca

Cerca de 50 mil famílias, cadastradas em programas do governo federal, vão receber R$ 240. Totalizando R$ 12 milhões.

Cartão Alimentação

643 mil alunos vão receber nos próximos dias R$ 108,50 por criança. Uma média de R$ 240,00 por família. No total, serão R$ 70 milhões em recursos para esse fim. 

Famílias mais pobres

Para cerca de 23 mil famílias cariocas que vivem na pobreza ou na extrema pobreza, ambas inscritas no CadÚnico, serão disponibilizados R$ 200,00.

Comércio Ambulante

Os 13 mil ambulantes cadastrados na cidade (barraqueiros e ambulantes nas praias, profissionais que trabalham nos corredores comerciais e feiras) serão contemplados com R$ 500. 

De acordo com a prefeitura, os recursos não são cumulativos e podem ser repassados em até duas parcelas, ambas no período de dez dias de restrições na cidade.