Governo de SP cria 'Bolsa do Povo' para ampliar programas sociais do estado

Novo programa de assistência social e transferência de renda visa ampliar os recursos repassados a outras políticas sociais do governo do estado

Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo
07 de abril de 2021 às 13:40 | Atualizado 07 de abril de 2021 às 13:46
Pessoas na avenida Paulista, em São Paulo
Pessoas na avenida Paulista, em São Paulo
Foto: Bruno Rocha/Fotoarena/Estadão Conteúdo (30.ago.2020)

 O governo do estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (7) a criação do programa social "Bolso do Povo", que visa ampliar os recursos destinados às políticas públicas de assistência social já desenvolvidas pelo governo estadual. 

Segundo o governado João Doria (PSDB), o programa contará com o investimento de R$ 1 bilhão de reais para atender cerca de 500 mil famílias, o equivalente a 2,5 milhões de beneficiários em todo o estado de São Paulo.

Ainda segundo o governador, o projeto de lei que estrutura o 'Bolsa do Povo' será rapidamente encaminhado à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) para que o programa seja colocado em ação ainda no mês de abril. 

 “Ao lado do enfrentamento da pandemia, preservação da vida e obediência à ciência, estamos acompanhando um crescimento acelerado da miséria”, afirmou João Doria durante o anúncio do novo programa, em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Os recursos serão repassados diretamente aos cidadãos elegíveis por meio da ampliação do valor pago em outros programas sociais, como a Renda Cidadã e o Ação Jovem, que atualmente pagam R$ 80,00 e passará a fornecer R$ 100,00 aos beneficiários.