São Paulo, Rio e Brasília: saiba o que funciona neste feriado do Dia do Trabalho

Apesar da alta taxa de ocupação de leitos de UTI, governos estaduais e municipais flexibilizaram algumas das medidas de combate ao coronavírus

Weslley Galzo, da CNN, em São Paulo
01 de maio de 2021 às 07:00
Comércio do Rio
Movimentação no comércio do Rio de Janeiro
Foto: Cleber Rodrigues/CNN

O feriado internacional do Dia do Trabalho, geralmente marcado por manifestações dos trabalhadores e atos políticos, será novamente impactado pelas medidas restritivas vigentes em três das maiores capitais do país.

Apesar de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília ainda possuírem altas taxas de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), os governos municipais combinam medidas restritivas com algumas flexibilizações que permitem aos cidadãos terem momentos de lazer e acessarem serviços públicos em segurança.

O feriado deste sábado (1º), que celebra os direitos sociais conquistados por trabalhadores ao longo da história, também será marcado pelo recorde de desocupação no Brasil. A taxa de desemprego no país ficou em 14,4% de dezembro de 2020 a fevereiro deste ano e atingiu 14,4 milhões de pessoas, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (30).

Veja abaixo o que vai funcionar neste feriado.

São Paulo

O governo estadual anunciou na última quarta-feira (28) a prorrogação da fase de transição do Plano SP até o dia 9 de maio. No entanto, a revisão ampliou o horário de funcionamento das atividades não essenciais.

Comércio

A partir deste sábado (1º), o comércio e o setor de serviço estão autorizados a funcionar por mais tempo com atendimento presencial, das 6h às 20h. A cidade de São Paulo também adota o toque de recolher, das 20h às 5h, outra orientação do governo estadual no Plano SP.

Restaurantes, shoppings, lojas e comércio de rua poderão funcionar com atendimento presencial limitado a 25% da capacidade, conforme regramento definido pelo Plano SP. Os parques estaduais e municipais poderão funcionar entre 6h e 18h. Já os Centros Esportivos e os Clubes da Comunidade (CDCs) ficam abertos das 6h às 16h.

Bancos

As agências bancárias permanecerão fechadas neste sábado. Além da tradicional paralisação do trabalho aos finais de semana no setor bancário, os funcionários dos bancos teriam o descanso garantido pelo feriado que abrange todo o país.

Os terminais de autoatendimento e canais remotos de atendimento, como internet e mobile banking, funcionarão normalmente durante o feriado.

Saúde

De acordo com a Secretaria estadual de Saúde, todos os hospitais estaduais funcionarão normalmente, em unidades de emergência e ambulatorial. 

Aos moradores da capital e de Osasco interessados em aproveitar o feriado para doar sangue, dois postos da Fundação Pró-Sangue estarão em funcionamento: o da Clínicas, das 8h às 17h; e o do Hospital Regional de Osasco, das 8h às 16h

Farmácias de manipulação de medicamentos especializados as unidades da Farmácia Dose Certa ficarão fechadas. Durante o feriado, a vacinação contra a Covid-19 ocorrerá apenas em AMAS.

Brasília

Desde o dia 29 de março com regras mais flexíveis para o funcionamento de setores da atividade econômica, o Distrito Federal não vai paralisar a prestação de serviços durante o feriado. Pelo contrário, o governo distrital se prepara para uma série de manifestação convocadas para acontecer em diversas áreas de Brasília.

Comércio

O setor de comércio de Brasília segue o decreto do governo distrital, que estabelece os horários de funcionamento de cada categoria. Dessa forma, os shoppings da capital federal funcionarão das 13h às 21h, com abertura dos restaurantes e praças de alimentação somente às 11h com funcionamento permitido até as 21h.

Para atender os brasilienses, o Metrô-DF definiu o horário de funcionamento durante o feriado das 7h às 19h. O toque de recolher das 22h até as 5h está mantido.

Bares e restaurantes estão permitidos a funcionar das 11h até as 19h. Já cinemas e teatros não têm horário específico de funcionamento, mas poderão operar com metade da capacidade.

Bancos

Assim como em São Paulo, as agências bancárias permanecerão fechadas neste sábado. Os terminais de autoatendimento e canais remotos de atendimento, como internet e mobile banking, funcionarão normalmente durante o feriado.

Saúde

Durante o feriado, estarão funcionando as emergências dos hospitais, as seis unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e os centros de Atenção Psicossocial (CAPs) do Distrito Federal. Além disso, a vacinação contra a Covid-19 está mantida, assim como no domingo (2).

Enquanto o atendimento básico e emergencial hospitalar funciona, os ambulatórios dos hospitais, as unidades básicas de Saúde (UBSs), as farmácias de alto custo e a Fundação Hemocentro de Brasília estarão fechados durante todo o final de semana.

Rio de Janeiro

A capital fluminense segue com medidas de restrição da circulação válidas até o dia 10 de maio, mas com regras especiais para o funcionamento dos setores de serviços e comércio, que estão autorizados a funcionar até as 22h.

Comércio

Além do comércio, o carioca poderá acessar algumas atividades culturais de entretenimento como museus, cinemas, teatros, e parques de diversões. Os estabelecimentos devem funcionar, necessariamente, com no máximo 40% da capacidade em ambientes fechado e até 60% em locais ao ar livre. 

Estão vetados o funcionamento de boates e casas de espetáculo e a realização de shows, festas e rodas de samba. Também seguem proibidas a permanência das pessoas nas vias entre 23h e 5h e a entrada de ônibus e demais veículos de fretamento na cidade.

O descanso do feriado deverá acontecer longe do mar, pois continua proibida a permanência na faixa de areia das praias e em cachoeiras aos finais de semana e feriados. O comércio ambulante nessa região da cidade está proibido

Bancos

No Rio de Janeiro, as agências bancárias permanecerão fechadas nesta sábado. Os terminais de autoatendimento e canais remotos de atendimento, como internet e mobile banking, funcionarão normalmente durante o feriado.

Saúde

A vacinação contra a Covid-19 ocorrerá normalmente na capital fluminense, com aplicação em  homens de 57 anos e profissionais de saúde com 40 anos ou mais. A Prefeitura do Rio de Janeiro não comunicou se haverá restrição no funcionamento ou fechamento de unidades de saúde durante o feriado. 

(Com informações de Agência Brasil, Teo Cury, Pauline Almeida, Murillo Ferrari e Thâmara Kaoru)