As lições, os motivos e as dúvidas do embate da vacina Sputnik V com a Anvisa

Da CNN, em São Paulo
03 de maio de 2021 às 05:00

Ao longo da última semana, os olhos do mundo voltaram-se para o embate entre a Rússia e a Anvisa, a agência reguladora brasileira que dá o aval para as vacinas contra a Covid-19. A importação da Sputnik V, vacina desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, foi barrada pela Anvisa depois que a agência encontrou a presença de adenovírus replicantes nas amostras analisadas. A acusação, inédita no mundo, colocou em xeque a segurança da vacina russa, que já está sendo aplicada em outros 62 países no mundo. O resultado foi um embate de acusações nas redes sociais que ameaça parar nos tribunais.

Neste episódio do E Tem Mais, Monalisa Perrone fala sobre os riscos que os adenovírus replicantes, encontrados na vacina russa Sputnik V, oferecem à saúde da população. Ela também discute os impactos que o embate entre a Anvisa e os russos pode oferecer à geopolítica da vacina no Brasil e no mundo. Quem participa da primeira parte do episódio é o ex-presidente da agência reguladora Claudio Maierovitch. Ele esclarece, entre outras coisas, por que a presença do adenovírus replicante só foi apontada pela agência brasileira, considerando que a Sputnik V já é aplicada em outras 62 nações. Na segunda parte da conversa, o médico e advogado sanitarista Daniel Dourado fala da reação do Instituto Gamaleya e do Fundo de Investimento Russo frente ao parecer da Anvisa.

Conheça os podcasts da CNN Brasil:

CNN Mundo

Entre Vozes

5 Fatos

E Tem Mais

Abertura de Mercado

Horário de Brasília

Na Palma da Mari

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

Podcast E Tem Mais, com Monalisa Perrone
Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã
Foto: CNN Brasil