SP anuncia captação de R$ 530 milhões para despoluição do rio Pinheiros

Governo paulista estima que, até 2022, rio estará limpo e despoluído

Anna Satie e Ludmila Candal, da CNN em São Paulo
19 de maio de 2021 às 15:08
Governo de São Paulo fará pulverização contra pernilongos no Rio Pinheiros
Rio Pinheiros, em São Paulo
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (19) a captação de R$ 530 milhões de reais para investir na despoluição do rio Pinheiros. 

O valor foi obtido junto à International Finance Corporation, braço do Banco Mundial, em parceria com o banco Santander. 

O governador João Doria (PSDB) disse que, junto aos R$ 4 bilhões de reais já destinados para esse objetivo, o rio será entregue "limpo e despoluído" até o fim de 2022. 

De acordo com o presidente do banco Desenvolve São Paulo, Nelson de Souza, esse arranjo entre bancos públicos e privados é inédito e deve financiar editais do programa Novo Rio Pinheiros. 

"Tudo isso em infraestrutura, coleta, saneamento e tratamento de água para gerar emprego, renda e principalmente, saúde e qualidade de vida para essas pessoas", falou em entrevista coletiva. 

Além da limpeza e despoluição, o valor será investido em apoio a cooperativas de reciclagem.

"O lixo que antes era jogado em ribeirinhos, riachos e córregos agora será processado em cooperativas organizadas nas próprias comunidades, as comunidades mais carentes aqui da capital, no entorno do rio Pinheiros, para que o que era lixo se torne renda e, como renda, evite a poluição ambiental", declarou Doria.