Aeroportos de SP adotam novo sistema que pretende acelerar pousos; entenda

Conhecido como 'Merge Point', expressão que significa "ponto de convergência" em inglês, sistema vai reorganizar tráfego aéreo no estado

William Waack
Por William Waack, CNN  
21 de maio de 2021 às 00:29

A Terminal São Paulo, área que abrange todos os aeroportos do estado, passou a funcionar sob um novo desenho nesta quinta-feira (20). As alterações ocorreram a partir do conceito de organização do espaço aéreo conhecido como "Merge Point" - ou Ponto de Convergência. 

Agora, os aviões que chegam vão ter que percorrer um arco a uma certa distância de um ponto fixo, que está indicado nas cartas de navegação aérea. Os arcos correspondem aos setores gerais de onde chegam aeronaves. 

Conforme a performance dos veículos, o controlador permite ou não que o piloto proceda diretamente ao "Merge Point", de onde ele inicia a aproximação para o aeroporto de destino. 

O novo sistema visa otimizar o sequenciamento de pousos. Como os pilotos já sabem a qual altitude devem chegar nos arcos, toda a operação de descida fica mais simples e com menos necessidade de pedir autorizações por rádio, por exemplo, para o controle da área terminal. 

A Terminal São Paulo passou a utilizar o conceito do Ponto de Convergência
A Terminal São Paulo passou a utilizar o conceito do Ponto de Convergência (20.mai.2021)
Foto: Reprodução / CNN