RJ: Polícia prende suspeitos por desaparecimento de garotos de Belford Roxo

Alvos são suspeitos de integrar facção que comanda o tráfico de drogas na região

Thayana Araujo, da CNN, no Rio de Janeiro
21 de maio de 2021 às 10:30 | Atualizado 21 de maio de 2021 às 11:21

Uma força-tarefa da Polícia Civil prendeu 15 pessoas nesta sexta-feira (21) durante uma operação na Região Metropolitana. Os agentes identificaram suspeitos por uma espécie de tribunal do tráfico na cidade. Eles são investigados por participação no desaparecimento de três crianças em Belford Roxo em dezembro do ano passado.

Os meninos Lucas Matheus, de 8 anos, Alexandre da Silva, de 10, e Fernando Henrique, de 11, desapareceram em 27 de dezembro de 2020 e, até hoje, a família das crianças não sabe o que aconteceu. Os três saíram de casa para brincar na rua e não voltaram mais.

 

Em março deste ano, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) encontrou imagens de câmeras de segurança que mostraram que os garotos passaram por uma rua de um bairro vizinho. Esta foi a principal pista até o momento. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. 

De acordo com a Secretaria de Estado da Polícia Civil, os presos na operação desta sexta pertencem a uma facção criminosa que comanda o tráfico de drogas na cidade de Belford Roxo e são investigados por provocar mortes e expulsão de moradores de suas casas. 

Cerca de 150 policiais civis de diversas delegacias do Departamento-Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa (DGHPP), do Departamento-Geral de Polícia Especializada (DGPE), da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) e da DHBF participam da operação na Cidade de Belford Roxo.