Dominguinhos do Estácio, sambista carioca, morre aos 79 anos

Importante voz do Carnaval do Rio de Janeiro, intérprete já passou pela Grande Rio, Imperatriz Leopoldinense, Estácio de Sá e, mais recentemente, Viradouro

Nathallia Fonseca, da CNN, em São Paulo
31 de maio de 2021 às 06:22 | Atualizado 31 de maio de 2021 às 06:57

O sambista Dominguinhos do Estácio, importante voz do Carnaval carioca, morreu no domingo (30), em Niterói, aos 79 anos. A informação foi confirmada nas redes sociais do intérprete, que possui passagens pelas escolas de samba Grande Rio, Imperatriz Leopoldinense, Estácio de Sá e, mais recentemente, Viradouro. 

"Que nossa senhora de Nazaré o receba de braços abertos. Desejamos nossos pêsames a todos os amigos e familiares", diz a nota de pesar na página oficial do artista no Instagram. Dominguinhos seguia internado desde o dia 11 de maio em decorrência de uma hemorragia cerebral. 

Cantor e compositor, Dominguinhos interpretou canções premiadas no Carnaval. Entre elas,  “Liberdade, liberdade, abra as asas sobre nós!”, samba-enredo da Imperatriz Leopoldinense em 1989, que recebeu nota 10 em todos os quesitos naquele ano.