Festa clandestina com 200 pessoas é interditada no Rio de Janeiro

Entre a noite de quinta-feira (3), e a madrugada deste sábado (5), a Secretaria de Ordem Pública registrou 99 infrações sanitárias

Camila Portes e Lucas Janone, da CNN, no Rio de Janeiro
05 de junho de 2021 às 20:07 | Atualizado 06 de junho de 2021 às 09:18

 

Agentes da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) acabaram com uma festa, na noite desta sexta-feira (4), com cerca de 200 pessoas, no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio de Janeiro. O evento, que não tinha autorização, reuniu adolescentes, DJ e ainda tinha pista de dança, onde muitos se aglomeravam. Segundo a prefeitura, a maioria das pessoas presentes não usavam máscara de proteção facial. 

Os agentes apreenderam 217 unidades de bebidas alcoólicas, que foram levadas para o depósito da prefeitura. Ainda de acordo com a Seop, o responsável foi multado por promover aglomeração em estabelecimento. Todo o público foi dispersado e o evento encerrado.

Entre a noite de quinta-feira (3), e a madrugada deste sábado (5), a Secretaria de Ordem Pública registrou 99 infrações sanitárias. Foram aplicadas multas a pessoas flagradas sem máscara de proteção facial, e a bares e estabelecimentos por descumprimento das regras sanitárias contidas em decreto municipal, como distanciamento social e limite de capacidade.

O decreto assinado pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que está em vigor até o dia 14 de junho mantém proibidas as boates, danceterias e salões de dança. Já o funcionamento de museu, biblioteca, cinema, teatro, casa de festa e parque de diversões continuam permitidos desde que não promovam aglomerações e filas de espera; a capacidade de lotação máxima de: 40% em locais fechados e 60% em locais abertos.

Festa clandestina no Rio de Janeiro foi interrompida pelas autoridades locais
Foto: Secretaria Municipal de Ordem Pública

Uma lei estadual sancionada em junho de 2020 tornou obrigatório o uso de máscaras em qualquer ambiente público ou em ambientes privados de acesso coletivo no Estado do Rio. A multa para quem desrespeitar a legislação varia de R$ 111,15 a R$ 222,30 para as pessoas físicas, e chega a R$ 741,06 para pessoas jurídicas. Nos dois casos, pode ser multiplicada em cinco vezes em caso de reiterada reincidência.

O decreto municipal em vigor, por sua vez, proíbe eventos com aglomeração e também prevê o uso de máscaras de proteção. A multa por descumprimento é de R$ 562,42.