Queiroga diz que Brasil já tem cenário seguro para volta às aulas

'Uma parcela grande de professores já está com a primeira dose da vacina contra a Covid', afirmou Queiroga

Natália André, da CNN em Brasília
07 de julho de 2021 às 12:48 | Atualizado 07 de julho de 2021 às 13:15
Retomada às aulas presenciais no RJ
Alunos na Escola Municipal Marília de Dirceu, em Ipanema, no Rio de Janeiro, em 21/04/2021
Foto: João Gabriel Alves/Enquadrar/Estadão Conteúdo

 Sem apresentar dados da vacinação dos professores no Brasil, o ministro da Saúde Marcelo Queiroga diz que Brasil já tem um “cenário seguro” para a volta às aulas.

“Uma parcela grande de professores já está com a primeira dose da vacina contra a Covid”, afirmou Queiroga em evento da ONU Brasil sobre educação na pandemia.

Nas últimas pautas de distribuição de doses dos imunizantes pelo Brasil, o Plano Nacional de Operacionalização informou que concluiu a entrega de doses específicas para os profissionais da educação de ensino fundamental ao superior, passando pelos cursos profissionalizantes.

As orientações são definidas pelo Ministério da Saúde e as secretarias de saúde estaduais e municipais. Mesmo assim, os governadores têm autonomia para utilizarem as doses em grupos diferentes.

Por isso, encaminhar doses aos profissionais da educação não significa que todos foram vacinados. Essas doses podem ter sido utilizadas para outros fins como a vacinação de pessoas sem comorbidade por idade.

Portaria interministerial

O ministro Queiroga também disse que a sua pasta, o Ministério da Educação, a Advocacia Geral da União e a Casa Civil estão fazendo uma portaria interministerial para “disciplinar o retorno seguro das aulas”.

Queiroga não deu previsão de quando a medida será divulgada. De acordo com o ministro, mais de 5 milhões de jovens ficaram afastados das escolas durante a pandemia com “boa parte deles sem acesso, nem mesmo, às aulas virtuais”.