9 em cada 10 mães de favelas temem não ter o que comer com a perda de renda

CUFA (Central Única das Favelas) organiza campanha de doação de cestas básicas e cestas digitais

Bruna Macedo, da CNN em São Paulo

Ouvir notícia

 

Nove em cada dez mães que moram em favelas brasileiras têm receio de não ter o que comer por terem perdido renda — 72% delas são responsáveis pelos alimentos e proventos da casa. Isso é o que aponta um levantamento do Data Favela feito em parceria com o Instituto Locomotiva. 

O Data Favela ouviu cerca de 2 mil mulheres, moradoras de 351 favelas em todo o Brasil, e 95% disseram que, neste domingo (9), dia das mães, elas estão aflitas por não terem o que comer. Outras 84% afirmaram que a renda hoje está menor do que a que elas tinham antes da pandemia de Covid-19.

Para ajudar a amenizar os danos intensificados pela pandemia, a CUFA (Central Única das Favelas), que também participou do estudo, intensifica a campanha “Mães da Favela” para doar cestas básicas e cestas digitais.

A ação prevê ainda a doação de kits de higiene, beleza e também flores. Em Heliópolis, na manhã deste domingo (9), caminhões se preparavam para distribuir as doações, a partir das 9h30, a cerca de 1 mil mulheres da zona sul de São Paulo.

A campanha vai ocorrer em diversos estados do Brasil, como Acre, Piauí, Minas Gerais e Goiás. A expectativa é que 500 mil mulheres seja beneficiadas.

Favela de Heliópolis arrecada doações para o dia das mães
Favela de Heliópolis arrecada doações para o dia das mães
Foto: Reprodução / CNN

Mais Recentes da CNN