Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Advogado do caso Mãe Bernadete diz sofrer ameaças e pede inclusão em programa de proteção do governo federal

    Filho e neto de quilombola assassinada estão recebendo proteção da Polícia Militar da Bahia

    Ana Coelhoda CNN*

    São Paulo

    Após duas semanas do assassinato da líder quilombola Mãe Bernadete, um dos advogados que representa a família, David Mendez, submeteu ao governo federal um pedido para que ele seja incluído no Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos (PPDDH).

    A solicitação de Mendes foi apresentada na noite de quarta-feira (30) após o advogado encontrar manchas de sangue de origem animal, na entrada de sua residência. Ele alega que vem sofrendo diversas ameaças e perseguições.

    À CNN, Leandro Silva, também advogado da família, informou que apenas o filho e o neto da líder quilombola Bernadete são beneficiados pelo sistema de escolta da Polícia Militar da Bahia.

    O programa de proteção, gerenciado pelo Ministério dos Direitos Humanos, havia proposto que os integrantes da família de Bernadete alterassem suas identidades, para que se protegessem de novas ações criminosas contra a família.

    A defesa recusou a proposta alegando que tal mudança drástica de identidade resultaria na ruptura de laços comunitários e atenderia aos objetivos do grupo criminoso que é a desmobilização da comunidade quilombola.

    Os familiares esperam ser recebidos pelo governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, para discutir as medidas de proteção.

    Segundo o advogado Leandro Silva, com a morte da líder quilombola, a família alega que perdeu a renda recebida por Bernadete. Com dificuldades financeiras, os familiares estão pleiteando a inclusão em programas sociais do governo.

    À CNN, o Governo da Bahia disse que as informações sobre a segurança e apoio à família correm em sigilo, uma vez que estão sendo avaliadas as situações de risco e tomadas as medidas necessárias, por meio dos programas de proteção e das ações policiais.

    *Sob supervisão de Marcos Rosendo

    Tópicos

    Tópicos