Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Advogado é assassinado com 23 tiros em frente ao Fórum de Ibirité, MG

    Pedro Cassimiro Queiroz Mendonça era advogado criminalista e foi executado à luz do dia.

    Thomaz Coelhoda CNN*

    São Paulo - SP

    Um advogado foi morto com 23 tiros na manhã desta segunda-feira (27), em frente ao Fórum de Ibirité (MG). A vítima, identificada como Pedro Cassimiro Queiroz Mendonça, tinha 40 anos e era advogado criminalista. O corpo foi encaminhado ao Posto Médico-legal de Betim para exames complementares.  

    A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) foi acionada e enviou uma equipe de perícia oficial ao local do crime para coletar vestígios e informações que darão seguimento às investigações. Os procedimentos de polícia judiciária estão em andamento para esclarecer as circunstâncias do homicídio.

    Sérgio Leonardo, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Minas Gerais (OAB-MG), em um vídeo publicado nas redes sociais, condenou veementemente o ataque. Ele relatou que Pedro Cassimiro foi executado à luz do dia, por volta das 11h30. 

    Este é o segundo caso recente de assassinato de advogados no estado. De acordo com Sérgio Leonardo, na semana passada, Hudson Maldonado foi assassinado em Sete Lagoas, supostamente devido à sua atuação profissional. 

    A OAB-MG manifestou solidariedade às famílias das vítimas e está acompanhando as investigações. A subseção da OAB em Ibirité emitiu uma nota de pesar lamentando a perda de Pedro Cassimiro Queiroz Mendonça e expressando condolências aos familiares e amigos. A nota reforça que a advocacia local está em luto e que a entidade acompanhará de perto o caso, prestando os devidos auxílios às famílias. 

    Em seu pronunciamento, o presidente da OAB-MG enfatizou que advogados são instrumentos na busca de direitos e na defesa das liberdades, não podendo ser atacados por sua atuação profissional.