Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Alerj cobra explicações sobre fuga de chefes do tráfico em saída de Natal

    Ofício foi encaminhado após 255 presos, dentre eles três chefes do tráfico no RJ, descumprirem o benefício de saída temporária dos presídios

    Criminosos procurados pela polícia no RJ
    Criminosos procurados pela polícia no RJ Divulgação/Polícia

    Cleber Rodriguesda CNN

    O presidente da Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Márcio Gualberto (PL), enviou um ofício para a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) cobrando explicações sobre a evasão de 255 de presos, após o “saidão” de Natal.

    CNN apurou que entre os foragidos do sistema penitenciário estão: Saulo Cristiano Oliveira Dias, o SL; e Paulo Sérgio Gomes da Silva, o Bin Laden.

    No documento, o parlamentar cobra da Secretária de Administração Penitenciária do RJ, Maria Rosa Lo Duca Nebel, informações sobre todos os presos beneficiados com a Visita Periódica ao Lar (VPL), as tipificações dos crimes cometidos pelos detentos e se os presos são reincidentes na evasão do sistema prisional fluminense.

    Dos 14 questionamentos feitos à chefe da pasta, alguns tratam sobre o número de presos que seriam chefes da maior facção do Rio de Janeiro e outras questões como a ausência de monitoramento eletrônico dos detentos beneficiados com a saída temporária.

    “Enquanto as leis de execuções penais não forem revistas urgentemente, enquanto as audiências de custódia não passarem por atualizações, infelizmente o trabalho da polícia, em alguns casos, será em vão. A polícia prende e o indivíduo é solto e nós ficamos nesse círculo vicioso que não interessa à sociedade”, disse Márcio Gualberto à CNN.

    Segundo a Secretaria Estadual de Administração (Seap), 1.785 presos foram beneficiados com a Visita Periódica ao Lar (VLP) e deveriam retornar aos presídios do Rio de Janeiro até às 22h do dia 30 de dezembro. Entretanto, ao menos 255 detentos descumpriram as regras e, agora, são considerados fugitivos.

    O “saidão” de Natal, como é popularmente chamado, é concedido pela justiça ao preso que tenha bom comportamento, réu primário e que tenha cumprido 1/6 da pena ou é reincidente e cumpriu 1/4 da pena.

    A CNN procurou a Seap e o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e aguarda um posicionamento sobre o assunto.

    Disque Denúncia pede ajuda da população

    Nesta terça-feira (02/01), o Disque Denúncia pediu ajuda da população para encontrar dois criminosos que estão entre os foragidos do “saidão de Natal”.

    O primeiro é considerado um dos principais gerentes de drogas do Complexo do Chapadão, na Zona Norte do Rio. Saulo Cristiano Oliveira Dias, o SL, foi preso em 2012, em São Paulo, quando estava com Luís Fernando Nascimento Ferreira, conhecido como “Nando Bacalhau” é considerado de alta periculosidade.

    O traficante “SL” cumpre pena de 18 anos e 9 meses de prisão pelo homicídio qualificado de um militar do Exército, além de tráfico de drogas.

    O segundo criminoso procurado pelo Disque Denúncia é Sérgio Gomes da Silva, o “Bin Laden”, que comandou o tráfico de drogas na favela Dona Marta, em Botafogo, na Zona Sul do Rio. O preso fugiu após conseguir pela primeira vez o benefício da visita temporária.

    Segundo o Disque Denúncia, informações sobre os foragidos podem ser enviadas para os seguintes canais: (021) 2253 1177 ou 0300-253-1177 ou pelo WhatsApp (021) 2253-1177. O anonimato é garantido.