Amazonas recebe tanque com 90 mil metros cúbicos de oxigênio medicinal

Equipamento abastecerá unidades de média e alta complexidades do estado e ampliará capacidade de armazenamento no estado

Amazonas recebeu tanque capaz de armazenar 90 mil m³ de oxigênio medicinal
Amazonas recebeu tanque capaz de armazenar 90 mil m³ de oxigênio medicinal Foto: Diego Peres - 6.fev.2021/Secom Amazonas

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

O estado do Amazonas recebeu no sábado (6) um tanque criogênico da empresa White Martins carregado com aproximadamente 90 mil m³ de oxigênio medicinal. De acordo com informações do governo estadual, o equipamento é o maior do tipo destinado ao abastecimento de unidades de saúde. 

O tanque foi transportado de Santos até Belém, onde foi abastecido antes de seguir para Manaus, em navio da Marinha.

“O produto será destinado ao abastecimento de unidades de média e alta complexidades do estado, atendidas pela fornecedora de gases medicinais, responsável pelo fornecimento do produto para a maior parte da rede pública e também da privada”, informou, em nota, o governo do Amazonas.

Com esse tanque criogênico o Amazonas amplia sua capacidade de armazenamento de oxigênio medicinal.

Em janeiro, a escassez do produto ocasionada pelo aumento das hospitalizações de pacientes com Covid-19 resultou em uma série de mortes.

“Somados à produção local da White Martins, cuja média diária é de 30 mil metros cúbicos, o volume de oxigênio medicinal disponível é suficiente para atender ao consumo atual, que gira em torno de 86 mil metros cúbicos, e pode chegar a 130 mil metros cúbicos nas próximas semanas”, completou o governo estadual.

Mais Recentes da CNN