Após ataque hacker, STJ diz que sistema voltará a funcionar na segunda (9)

Tribunal informou que os dados dos 255 mil processos em trâmite foram preservados

Fachada do Superior Tribunal de Justiça (STJ)
Fachada do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil (19.ago.2020)

Ludmila Candal, da CNN

Ouvir notícia

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) comunicou nesta sexta-feira (06/ que os sistemas de tecnologia e informação que abastecem a Corte voltarão a funcionar na próxima segunda-feira (09). Já as atividades judiciantes, que estavam suspensas desde quarta (4), voltam somente na terça-feira (10).

O órgão sofreu um ataque hacker na tarde da última terça-feira (03/11), durante as sessões de julgamento dos colegiados das seis turmas.

Leia também:

Bolsonaro afirma que PF identificou hacker que invadiu sistema do STJ

Por precaução, os prazos processuais, sessões de julgamento virtuais ou por videoconferência estavam suspensos. Em nota, o STJ informou que o trabalho de restabelecimento dos sistemas está evoluindo conforme o esperado, com o backup 100% íntegro, e assegurou que os dados dos cerca de 255 mil processos que tramitam na Corte foram preservados. 

Na última quinta (5), a Polícia Federal informou que instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias da invasão dos computadores do STJ. O presidente Jair Bolsonaro afirmou que conversou com o diretor-geral da PF (Polícia Federal), Rolando Alexandre, sobre o assunto. Segundo Bolsonaro, Rolando disse que a PF já identificou o hacker.

O Ministério da Saúde e parte da rede do governo do Distrito Federal também tiveram incidentes em seus sistemas digitais na quinta. Outros órgãos como o STF (Supremo Tribunal Federal) e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) disseram que reforçaram seus protocolos de segurança, mas que não identificaram qualquer anormalidade em seus sistemas.

Mais Recentes da CNN