Ministros do STF defendem Alexandre de Moraes, alvo de críticas de Bolsonaro

Presidente afirmou que Moraes só chegou ao Supremo por ser amigo de Michel Temer

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Alguns dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) manifestaram solidariedade para Alexandre de Moraes na tarde desta quinta-feira (30), após as críticas feitas por parte do presidente Jair Bolsonaro.

Bolsonaro criticou Moraes por ter barrado a indicação de Alexandre Ramagem para a direção-geral da Polícia Federal. O presidente afirmou que Moraes só chegou ao STF por ser amigo do ex-presidente Michel Temer (MDB), responsável por sua indicação ao Supremo.

O presidente do STF, Dias Toffoli, manifestou carinho a Moraes. “Sou testemunha do conhecimento e da dedicação ao direito e à causa pública em sua trajetória. Eu que o conheço desde 1986, turma de 1990. Fica aqui meu carinho e meu abraço ao querido colega e amigo ministro Alexandre de Moraes”.

Toffoli falou durante sessão virtual do Supremo. Nesta quarta-feira, o Plenário do STF manteve a decisão do ministro Alexandre de Moraes, que no dia 26 de março suspendeu a validade da medida provisória que alterou, em razão da pandemia do novo coronavírus, regras da Lei de Acesso à Informação.

Mais manifestações

Luiz Edson Fachin também homenageou o colega. O ministro afirmou que Moraes tem um grande conhecimento da Constituição e tem admiração por ele. “É uma honra estar ao seu lado na bancada do Supremo Tribunal Federal”.

Outro a falar foi Luís Roberto Barroso, que reafirmou a “honra de ter Moraes como parceiro no Supremo”.

Mais Recentes da CNN