Após identificação por DNA, corpos encontrados em reserva indígena no Pará são enterrados

Cosmo Ribeiro de Sousa, José Luís da Silva Teixeira e Wilian Santos Câmara ficaram desaparecidos há uma semana

Polícia Federal encontra três mortos em reserva indígena no Pará
Polícia Federal encontra três mortos em reserva indígena no Pará Divulgação/Polícia Federal (PF)

Vianey Bentesda CNN

em Brasília

Ouvir notícia

Após serem velados na Câmara Municipal de Novo Repartimento, no Pará, foram enterrados, na noite de domingo (1º), os corpos dos três homens encontrados mortos na Terra Indígena Parakanã, no sudeste do estado – a 30 km da prefeitura do município.

Devido ao estado dos corpos, segundo a defesa das famílias, foi preciso realizar o exame de necrópsia no Instituto Médico Legal de Marabá.

De acordo com o advogado que representa os familiares, Cândido Júnior, os corpos de Cosmo Ribeiro de Sousa, de 29 anos, José Luís da Silva Teixeira, de 24 anos, e Wilian Santos Câmara, de 27 anos, foram reconhecidos através de exames de DNA.

Os três homens estavam desaparecidos há uma semana, quando saíram para caçar e não foram mais vistos. Somente no sábado foram encontrados enterrados com mãos e pés amarrados para trás.

A entrada na Reserva Indígena Parakanã só foi possível após decisão do juiz federal, Heitor Moura Gomes, que expediu os mandados de busca e apreensão.

As buscas foram feitas por uma força de segurança, composta pela Polícia Federal, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Rodoviária e Força Nacional, com mais de 150 agentes. A Polícia Federal afirma que segue na tentativa de identificar a autoria das mortes.

Mais Recentes da CNN