Aprovação da PEC Emergencial no Senado, impasse com Índia e mais de 4 de março

As notícias mais importantes da noite desta quinta-feira, 4 de março de 2021

Da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A aprovação da PEC Emergencial em segundo turno no Senado, as críticas do presidente Jair Bolsonaro às medidas restritivas contra a Covid-19 e o impasse com a Índia que atrasa o envio de 4 milhões de doses da vacina de Oxford são alguns dos destaques da noite desta quinta-feira, 4 de março de 2021.

Críticas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou as medidas restritivas para evitar a disseminação do novo coronavírus. Durante evento em Goiás, o presidente classificou o fechamento das atividades não essenciais como frescura e perguntou: “vão ficar chorando até quando?”

Aprovada

O Senado aprovou a PEC Emergencial em segundo turno e o texto segue para o plenário da Câmara, onde precisa do apoio de 308 dos 513 deputados, em duas votações, para ser aprovada. A proposta abre caminho para o pagamento de uma nova rodada do Auxílio Emergencial.

Mais leitos

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que o governo federal restabeleça imediatamente os leitos de UTI para pacientes com Covid-19 no Piauí. Unidades foram fechadas pelo Ministério da Saúde em janeiro.

Doses

Um novo impasse com a Índia atrasa o envio de 4 milhões de doses prontas da vacina de Oxford para o Brasil. A apuração da CNN aponta que mudança aconteceu por questões diplomáticas. O governo indiano quer priorizar a imunização da população, antes de enviar doses para outros países.

Caso Marielle

O Ministério Público do Rio de Janeiro criou uma força-tarefa para concluir investigações sobre a morte de Marielle Franco e Anderson Gomes. O caso aconteceu em março de 2018 e, até hoje, as investigações não revelaram quem foi o mandante do crime.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em https://newsletter.cnnbrasil.com.br

(Publicado por Daniel Fernandes)

Mais Recentes da CNN